Especiais

Mangás de Goblin Slayer e spin-offs da série: você conhece todos os 4?

11 minutos para leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

De cara, repito a pergunta do título: você se considera fã de Goblin Slayer, mas nunca nem ouviu falar dos outros mangás de Goblin Slayer?

Bem, caso você não seja fã e talvez nem saiba do que estou falando, Goblin Slayer é uma série de light novel de fantasia sombria escrita por Kumo Kagyu e ilustrada por Noboru Kannatuki, e é distribuída pela SB Creative, desde 2016. No mesmo ano, uma adaptação em mangá começou a ser distribuída, escrita e ilustrada por Kōsuke Kurose.

A série de Goblin Slayer, além do anime que abalou 2018 e da light novel, conta com três outras obras paralelas: Goblin Slayer Gaiden 2: Tsubanari no Daikatana, Goblin Slayer: Year One e Goblin Slayer: Brand New Day.

Sendo assim, neste artigo, falarei um pouco sobre os 4 mangás de Goblin Slayer e a relação deles com cada personagem da trama da série principal. Seguiremos com a ordem cronológica das coisas:

1) Goblin Slayer Gaiden 2: Tsubanari no Daikatana

Capa de Goblin Slayer Gaiden 2: Tsubanari no Daikatana.

Esse mangá conta a história de como o Rei Demônio foi derrotado pela primeira vez (sim, ele já foi derrotado duas vezes). Goblin Slayer Gaiden 2: Tsubanari no Daikatana se passa bem no início das primeiras aventuras. Parece distante, mas está só a uns 12 anos de distância da série original.

Nesta história, acompanhamos os aventureiros que conseguiram vencer a infame Dugeon of Death, com destaque para a Clériga que, na obra principal, é nos apresentada como a Dama da Espada.

A Dama da Espada com olhos vendados e com cara séria

Os personagens presentes são: Capitão, Meio-Elfo Ranger, Guerreira, Maga, Clériga e o Inseto Monge, sendo que esse último, nem apareceu direito na obra até então.

Um começo meio conturbado no mangá de Goblin Slayer Gaiden 2

Esse título teve um começo bastante frustrante. Em apenas 3 capítulos, ele foi “descontinuado”. A Square Enix disse: “Não abandonamos o projeto. E sim, faremos outros planos para ele”. Mas a editora também não disse quando o mangá voltaria.

Acredito eu que, como havia citado acima, como são outros três mangás para serem trabalhados e ficar fazendo capítulos para 4 diferentes seria bastante desgastante.

Porém, para minha surpresa, enquanto escrevia esse artigo, descobri que Goblin Slayer Gaiden 2 já voltou a ser publicado, só que rebootado!

O reboot veio apenas três meses depois do cancelamento (sim, confuso pra caramba), ainda mais por ter um artista diferente. Antes era o Takashi Mikanuchi, que tinha um estilo similar ao de Kousuke Kurose, artista da obra principal.

Agora a arte esta por conta de Shogo Aoki que tem um estilo completamente diferente, mas que não é feio.

2) Goblin Slayer: Year One

Capa do primeiro capitulo de Goblin Slayer Year One

Esse outro spin-off de Goblin Slayer conta uma história anteriormente a da saga principal de nosso aventureiro, desde seu primeiro contato com os goblins, quando ele tinha aproximadamente 11 anos.

Goblin Slayer Year One tem o foco no próprio protagonista (sem deixar de lado vários outros personagens da história principal) de tal forma que acaba nos mostrando que ele não era tão habilidoso quanto é agora.

O personagem teve que apanhar muito para aprender a como lidar com seus inimigos e também teve muita ajuda de amigos que eventualmente fez durante suas aventuras.

Dentre eles, o Lanceiro, a Bruxa, a Vaqueira, a Atendente da Guilda e a Arquimaga.

Capas dos Capitulos 3,1,10,23,31,35 de Goblin Slayer Year One

Neste spin-off, há dois arcos muito legais que me pegaram de surpresa.

Um, conta a história de Rance um jovem aventureiro que se envolveu em uma missão que precisou da convocação de quase toda a Guilda para derrotar um poderoso inimigo.

Capa destacando o jovem aventureiro

O outro arco conta a história de como o Goblin Slayer indiretamente salvou o mundo. Esse é surpresa. E você precisará ler para tirar suas conclusões. Depois volta aí para me contar o que achou.

Personagem destaque no mangá de Year One

Por enquanto, acredito que devo destacar apenas uma personagem que foi bastante importante para o desenvolvimento do protagonista: a Atendente. da Guilda.

Atendente da Guilda sorridente

Quando o aventureiro protagonista (que até então não possuía a sua famosa alcunha) se registrou na Guilda dos Aventureiros, pediu para mostrar todas às missões envolvendo goblins. O resultado: uma pilha incontável de pedidos para extermínio dessas criaturas. O préGoblin Slayer aceitava todas às missões, sem descanso.

A Atendente, contudo, vendo o estado em que ele se encontrava toda vez que voltava de suas missões, cedeu uma poção de vitalidade e outra de energia para que o aventureiro se recuperasse e pediu para que ele descansasse. Ignorando o conselho do descanso, mas pegando as poções, ele aceitou mais duas missões.

Após concluí-las, Goblin Slayer retornou num estado tão deplorável que a atendente o obrigou a descansar ameaçando nunca mais enviá-lo em uma missão novamente. Salvando assim a vida dele não só uma, mas duas vezes.

3) Goblin Slayer: Brand New Day

Capa de Goblin Slayer: Brand New Day

Antes de mais nada, serei direto nesse trecho aqui: não aconteceu nada de importante nesse spin-off. Se aconteceu, foi tão desinteressante que eu nem sequer me lembro.

Brand New Day conta histórias paralelas a aventura principal de Goblin Slayer ,ao mesmo tempo que mostra alguns detalhes da vida de outros personagens pouco importantes.

Sendo assim, algumas dessas historias foram usadas como tapa-buraco no anime. Como aquela história do Jovem Espadachim e sua parceira desbravando os esgotos e matando ratos.

Entretanto, espero que futuramente essa parte do mangá conte histórias dos parceiros do Goblin Slayer-san, como o Anão, o Xamã e a Elfa.

Goblin Slayer party no mangá tudo em preto e branco

4) Mangá de Goblin Slayer (que segue a light novel)

Capa do Primeiro Capitulo de Goblin Slayer

Esse é o clássico, pois segue a trama principal da obra Goblin Slayer. Não há muito o que dizer, já que você provavelmente já esteja familiarizado com essa obra.

Mas mesmo assim, vamos a algumas curiosidades sobre ela:

Foto do Autor de Goblin Slayer: Komo Kagyu, com o rosto censurado pelo capacete do personagem

O autor da obra, Kumo Kagyu, deu uma entrevista para a Crunchyroll e essa é a única imagem oficial dele. Na entrevista, Kagyu disse que sua principal inspiração foi Dungeons & Dragons (obviamente), mas que também seus amigos deram várias ideias.

Inegavelmente, é bastante claro a influência de diversas outras obras em sua história, tais como Senhor dos Anéis, Berserk, Dark Souls e muitas outras que até mesmo contam com referências dentro da obra.

Para quem ainda não conferiu o mangá, recomendo dar uma olhada na obra. A qualidade artística de Kousuke Kurose é fenomenal e o anime não faz jus ao seu traço. Além disso, acredito que a obra está apenas na metade de sua história total (até o dia da elaboração deste artigo).

Imagem do Mangá de Goblin Slayer mostrando detalhes do protagonista lutando na chuva

Finalizando…

Lembrando que aqui só quis trazer uma listagem dos mangás de Goblin Slayer.

Sendo assim, a ideia desse artigo não era trazer uma análise sobre a obra em si, porque aqui na Cúpula o André já falou bastante sobre a obra. Ficou uma análise bem completa do anime, você deveria dar uma olhada.

Além disso, essa série já foi comentada por aqui pelo Dudi. Ele fez um comparativo desse último da lista que eu trouxe, com o anime. Ou seja, ele pegou as principais diferenças entre o anime de Goblin Slayer, e comparou com esse último mangá de Goblin Slayer da lista.

Primeiramente, gostaria de ressaltar que goblin tem mais é que se foder gosto muito quando uma obra descreve detalhadamente seu universo e seus personagens.

Acho que se você chegou a dar um pulo no meu GUIA COMPLETÃO DE MADE IN ABYSS, já tem plena noção disso.

E os mangás de Goblin Slayer parecem estar trilhando por este mesmo caminho, bem como a LN.

Recomendo a leitura de todos da lista. Entretanto, Brand New Day é de longe a parte mais fraca da história. Espero que eles mudem o rumo desse spin-off ou o abandonem de vez.

Ademais, espero que tenham gostado dessa rápida postagem.

Caso queiram saber mais sobre os personagens citados anteriormente e os outros presentes na obra, deixem nos comentários esses pedidos que e eu prometo pensar em montar um GUIA COMPLETÃO DE GOBLIN SLAYER também o quanto antes eu puder. Ou quando der…

Escrito por

João Bernardes

Escritor

Gamer | Mestre dos guias

Campo Grande - MS

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Ir para o topo