Especiais

Solo Leveling: precisamos falar sobre esse manwha!

7 minutos para leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

O dia em que manhwas serão consolidados como obras que podem ser tão boas quanto mangás está mais próximo do que nunca. E Solo Leveling está aí para dar o ponta pé inicial.

Além disso, no passado houveram tentativas de lançar essas obras coreanas em formato impresso aqui no Brasil. Dois famosos que talvez alguns de vocês até devam conhecer, inclusive.

Chonchu, que foi o primeiro manhwa a chegar no Brasil, distribuído pela Conrad (incompleto) e Priest, que foi distribuído pela Lomus no ano de 2006 (completo). Este segundo foi uma obra de grande sucesso, chegando a ganhar uma adaptação cinematográfica hollywoodiana de mesmo nome.

Chonchu-e-Priest, manhwas no Brasil
Manhwas Chonchu e Priest

No entanto, chegamos no ano de 2019 e ainda pouco se fala sobre manhwas (no Brasil), mas acredito que isso está prestes a mudar.

E posso dizer mais: o modelo de manhwas atual pode vir a se tornar referência e tendência para até mesmo as obras japonesas!

Quem não fica empolgado quando aquelas primeiras duas páginas do seu mangá favorito está em fullcollor? Pois bem, grande parte dos manhwas são totalmente coloridos, em todas as páginas.

The Legendary Moonlight Sculptor e Tales of Demons and Gods, dois manhwas coloridos
The Legendary Moonlight Sculptor e Tales of Demons and Gods

Solo Leveling é um manhwa de renome!

Solo Leveling começou a ser publicado em 2014, sendo concluído (a primeira temporada) agora, em 2020, com 110 capítulos.

A história é uma premissa básica de isekai, porém não é um isekai em que o protagonista é invocado em outro mundo, mas o mundo dele que se tornou um RPG em si.

O protagonista, Sun Jing-Woo, é um caçador de Rank-E apelidado de “O mais fraco do mundo”. Ele passa por maus bocados, tendo que arriscar sua vida até mesmo em dungeons fracas que normalmente não representariam perigo algum aos outros caçadores.

Não é novidade que essa história já vimos centenas de vezes nos últimos cinco anos, como já foi comentado aqui num episódio do CúpulaCast. Um protagonista noob que fica overpower e sai dando porrada em todo mundo. Fim.

Todavia, o grande destaque de Solo Leveling não é a história em si (que, apesar de começar rasa ela se torna bem desenvolvida com o passar dos capítulos), mas sim a qualidade técnica da obra.

Solo Leveling tem um formato diferente do que estamos habituados de “passar as páginas”, pois as mesmas “correm” de cima para baixo, muitas vezes sendo sequenciadas, assim, ficando inviáveis serem vistas na horizontal.

Solo Leveling não é o pioneiro nesse formato cima-baixo, mas acredito que está se popularizando, pelo menos no ocidente, devido a notoriedade que a obra conquistou.

Originalmente, Solo Leveling foi publicado apenas pela Papyrus e KakaoPage, sendo elas um mercado de conteúdo digital que permite que marcas e indivíduos criem e distribuam conteúdo visual, em áudio e escrito como manwha e mídias similares, com seus devidos públicos-alvo e gêneros.

Um show de técnica é visto em Solo Leveling

A qualidade geral de Solo Leveling é inquestionável.

Digo isso pois sua direção de arte, fotografia, design, traços, entre outras características são tão incríveis que saltam aos olhos. Parecem ter vida à medida que você passa pelas páginas!

Na verdade, são poucos os momentos em que você pensa “Isso aqui podia virar um anime”, pois a qualidade é muito alta.

Tão alta, que a sensação que dá é que se virar um anime dificilmente irá conseguir superar o manwha original, que por sinal escrito por Chu-Gong e ilustrado pelos Gi So-Ryeong e Jang Su-Rak.

Personagem badass de Solo Leveling
“É qualidade que fala?”

Finalizando…

Solo Leveling está atualmente com uma nota de 8.94 no site MyAnimeList, estando atualmente na 11ª posição no rank de melhores “mangas” do site, contudo, parece que o pessoal não manja muito da diferença entre manhwa e mangá por lá. Ou, simplesmente não dão bola. Vai saber?

Entretanto, em suma, se você ‘’tankar’’ os dez primeiros capítulos desse manhwa (que não são ruins, apenas bem genérico), garanto que os outros todos você irá maratonar, Assim como eu.

Quer mais conteúdo sobre Solo Leveling?

Escrito por

Pedro Bernardes

Profissional de Educação Física

Cult | Atleta | Leitor compulsivo

Belo Horizonte - MG

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Ir para o topo