Análise

91 days: é bom? Vale a pena ver o anime? | Crítica

91 days é uma joia escondida do suspense!
12 minutos para leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Se você quer uma resposta curta, sim. 91 days é, sem dúvidas, bom. No entanto, se você quer embarcar comigo neste mundo da máfia e vingança, deveria continuar a ler esta crítica (extremamente positiva, diga-se de passagem!).

É possível que você já tenha ouvido falar de 91 days em algum momento: o anime saiu em 2016, e estamos em 2020. Por que, então, eu resolvi escrever sobre o anime?

De maneira bem sincera, eu estou aproveitando o meu tempo. A fim de fazer um trabalho de Direito Penal para a faculdade, decidi reassisti-lo. Logo, nada mais justo do que trazer esta obra inigualável para a Cúpula.

Parece que 91 days é uma daquelas obras que muita gente viu, mas também se esqueceu. E, sério, eu não entendo o porquê deste anime não ter mais reconhecimento. Ele é realmente incrível.

Pela segunda vez, eu o terminei com aquela “ressaca de anime”, em que a gente acha que não pode assistir a mais nada durante um bom tempo. Quero te levar a compreender o que eu estou sentindo, então, me dê um pouco do seu tempo.

angelo andando na praia no episodio final de 91 days

O panorama geral de 91 days

Primeiramente, cabe dizer que a família de Angelo Lagusa fora assassinada. Entretanto, isso não é spoiler, já que acontece ao primeiro episódio. Possuía uma vida normal, com pai, mãe e irmão. Acontece que seu pai devia à máfia, e ela não perdoa nada.

Por sorte, Angelo consegue fugir dos assassinos de sua família, mas já não tinha mais para onde ir ou o que fazer. Ainda que tivesse sido acolhido por seu amigo, sabia que jamais iria reencontrar sua paz.

Após isso, Angelo se transforma em Avilio Bruno, e leva uma vida miserável como batedor de carteiras. Levaria. Em determinado momento, uma carta lhe aparece, e fornece o nome daqueles que estiveram no fatídico dia. Bruno, desta maneira, encontra novamente uma razão para viver.

Ele vingaria sua família e acabaria com todos aqueles que lhe tiraram tudo.

angelo com rosto sombrio após receber a carta sobre os assassinos

Com isso, Angelo Lagusa entraria no mundo da máfia. Sem medo, desta maneira, começaria a concretizar a sua vingança. Não sabia, no entanto, que iria se deparar com os próprios sentimentos e com os sentimentos de outras pessoas. Com a ajuda de seu amigo Corteo e da famosa bebida Lawless Heaven, os dois entram naquele mundo estranho e perigoso.

bebida lawless heaven

Portanto, 91 days é, sobretudo, um ensaio sobre a vingança e sobre o ciclo interminável que ela gera. É, além disso, um debate psicológico incansável sobre o que é o bem e o mal. Claro, podemos lembrar de outros do mesmo gênero, como Death Note, Code Geass ou Banana Fish (este último principalmente, pela temática de máfia também).

Angelo Lagusa é o diamante de 91 days

“Ah, mas é claro! Ele é o protagonista”. Ou, até mesmo: “ah, eu não achei graça nenhuma no personagem.” Infelizmente, vou precisar discordar.

Creio que Angelo Lagusa seja um personagem com muitas camadas internas, e só percebe isso quem tem sensibilidade para compreender a situação do personagem.

Em 91 days, não há narração interna. Se há, é precária. Então, você realmente precisa prestar atenção em pequenos detalhes. Há quem reclame de animes como Hunter x Hunter, dizendo que há muita narração. E também há quem reclame aqui, em 91 days, dizendo que o protagonista é frio e calculista somente, estilo Peaky Blinders. Não é.

Afirmo com força: Angelo Lagusa é um dos personagens que mais gosto do mundo dos animes. É fato que vingança nunca é uma boa motivação, mas Angelo não é somente tomado por racionalidade. O protagonista, o tempo todo, parece questionar os próprios motivos ao se envolver com a máfia, e principalmente com Nero Vanetti. Este último é de quem Angelo se aproxima para ganhar confiança (e um dos que estavam na noite do assassinato).

nero vanetti e angelo lagusa apontando armas para as cabeças um do outro

Angelo sorri. Chora. Finge, em desespero, manter serenidade. A fim de manter sua vingança, ele faria qualquer coisa. Logo, posso dizer, com clareza: Angelo não queria continuar vivo, porque já não vivia. É, sem dúvida, um personagem incompreendido.

angelo chorando em 91 days
angelo assustado

O melhor da obra: o som

De início, é claro que posso falar que o enredo é um dos pontos mais fortes aqui. Como anime original, 91 days faz (e muito bem!) o seu papel com um plot inesquecível. Só que, particularmente, não foi só isso que me fez ficar apaixonada por essa obra.

Então, o que poderia ser? A trilha sonora. Cara, é incrível. É óbvio que há uma junção entre direção e trilha sonora que criam toda a ambientação. Porém, para os amantes da música, 91 days toca no coração: eu aconselho ouvir com fones.

Mais especificamente, vou deixar aqui uma das melhores cenas do anime, que tiveram um trabalho incrível de direção + trilha sonora: ao episódio 8, de 22:13 a 22:40. Ou seja, se você não viu, vá correndo!

corteo ensanguentado com os dentes cerrados
Um pequeno spoiler do episódio!

Para além disso, também podemos mencionar a abertura, cantada pela banda TK from ling tosite sigure, que também é a responsável por Unravel, de Tokyo Ghoul. Assim como o trabalho em Tokyo Ghoul, a opening cria uma ótima ambientação para os vinte e três minutos que vêm a seguir.

Outro ponto importantíssimo é a voz de um personagem: Fango! Aliado a uma família mafiosa contrária aos Vanetti, é um dos personagens mais excêntricos da obra. Imediatamente, a gente reconhece: Kenjirou Tsuda! Eu sou apaixonada pelo trabalho desse homem! Se você não conhece, é o mesmo que faz o Chisaki, de Boku no Hero. Também faz o Joker, de Fire Force. Brabo!

personagem fango de 91 days com os braços cruzados.

Outros pontos importantes do anime

Há, na verdade, 12 episódios. Se você tiver pesquisado, verá que são 13, mas há um episódio extra que recapitula todos os acontecimentos vistos até então (7.5). Você pode pular!

O estúdio que produz 91 days é o Shuka. Que, na verdade, não tem muitos trabalhos, mas tem Durarara!!, que eu ainda não assisti, mas pretendo. Mas, claro, podemos ver que se esforçaram muito por aqui para entregar algo de qualidade.

Também é muito legal ver que eles trabalham bem quanto à cultura. Como se passa mais ou menos na década de 20-30 nos Estados Unidos, eles fazem questão de trabalhar bem os cenários e as interações. Sem contar que as relações entre as famílias são realmente ocidentalizadas!

nero e barbero vanetti se abraçando

Ademais, esse beijo na mão realmente me lembrou o Giorno Giovanna, de Jojo, assumindo a máfia italiana. Muito maneiro.

nero vanetti sentado recebendo um beijo na mão de seu irmão barbero em 91 days

Sobre o final… houve grande descontentamento. Há várias pessoas que criticam o que ocorreu, e, novamente, eu não quero soltar (muitos) spoilers.

Eu quero que você veja, de verdade! Eu achei o final extremamente justificado e necessário. Faz sentido, considerando tudo o que eles mostraram nos episódios anteriores, inclusive nos diálogos que o Angelo teve mais perto dos episódios finais.

“Você não precisa de uma razão para viver, só precisa viver”: foi o que Nero Vanetti falou para Angelo. E esta frase consagrou 91 days.

Finalizando crítica de 91 days

Concluindo, se você quiser algo mais sério para assistir e ainda não viu 91 days, vai nessa. Os tons acinzentados são lindos. Os personagens são bem desenhados. Talvez, mas só talvez, você chore, se for muito sensível. Se não for, só vai sentir aquela leve dor no coração.

comida enlatada em cima do estofado do carro de nero
Comida enlatada nunca foi tão triste.

Mas, claro, não vá com sua mente fechada para entender as motivações de Angelo Lagusa. Sem a devida atenção, 91 days passa despercebido, como um anime de máfia qualquer. Com um olhar atento, no entanto, cria uma discussão bem legal dentro da dicotomia bem x mal, ou sobre o que seria moral ou ético.

Portanto, a discussão foi tão boa, que utilizei isso para fazer o meu trabalho da faculdade. Assim, usei a vingança como pano de fundo. E foi o trabalho mais divertido que já fiz!

91 days vai deixar os fãs de Agatha Christie, famosa escritora de suspense, em polvorosa. Para mim, é um dos melhores animes de máfia dos últimos tempos!

Escrito por

Helena Nunes

Estudante desesperada

Revisora textual | Cantora de chuveiro

Campos - RJ

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.
Gosta de animes e mangás? Conheça o nosso podcast!