Análise

Jibaku Shounen Hanako-kun é bom? Vale a pena ver o anime? | Crítica

Misterioso, romântico e promissor define Jibaku Shounen Hanako-kun?
13 minutos para leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Quando Jibaku Shounen Hanako-kun ainda estava em sua fase de lançamento semanal, meu amigo Hugo Brogni, também escritor da cúpula, escreveu sobre ele na tag “RegraDe3”. Uma espécia de primeiras impressões da obra que fazemos aqui na Cúpula.

Agora que o anime chegou ao fim, vou abordá-lo de forma mais imersiva e analisar determinadas características que foram relevantes para a animação como um todo.

Então, caso você ainda não tenha assistido, recomendo que leia o texto do Hugo, pois esse meu terá SPOILERS!

Início entediante, mas promissor

O plot acompanha a história de uma garota que almeja realizar um desejo, mas para isso ela terá que oferecer algo em troca. Inicialmente é isto que precisamos ter em mente, pois os desdobramentos subsequentes baseiam-se nesta premissa.

Hanako-kun é um fantasma que mora no banheiro de um colégio. Segundo a lenda que perambula pelos corredores da escola, Hanako-kun pode ser invocado se bater três vezes na porta do banheiro e chamar por seu nome.

Yashiro na frente da porta do banheiro

Esse primeiro momento da história é voltado para a vida da personagem no âmbito sentimental e como ela estabelece essa relação, sendo uma garota complexada pela anatomia de suas pernas e taxada como uma menina “4 de 10”.

Isso se dá porque Yashiro não possui muitas qualidades atrativas ou mesmo beleza sobressalente. Por isso, ela passa despercebida pelo garoto por quem desperta um certo sentimento.

Hanako-kun, Hanako-kun…

Com as palavras mágicas: “Hanako-kun, Hanako-kun, você está aí” e com três batidas na porta do banheiro, o tal fantasma deu as caras. Como a história de Hanako-kun não passava de boatos de crianças, não se tinha uma ideia formada sobre sua fisionomia.

Hanako-kun

Ao aparecer, percebe-se que Hanako-kun não passa de uma criança.
O desejo de Yashiro, então, era fazer com que o garoto por quem ela estava apaixonada gostasse dela.

Por se tratar de um pedido sobre-humano e que interfere diretamente no livre-arbítrio, não foi bem um desejo de fato concedido de forma mágica.

Hanako-kun e Yashiro

Pelo contrário, foram séries de tentativas, com a ajuda de Hanako-kun, para impressionar o tal garoto e fazer com que ele notasse a presença de Yashiro. Infelizmente todas foram um total fracasso.

Introdução aos elementos sobrenaturais

Ao encontrar as escamas de sereia, um artefato mágico que possibilita a união entre duas pessoas por toda a eternidade, Yashiro encontra ali uma oportunidade para ficar próxima de seu amor para toda a vida.

A pessoa que ingerisse a escama de seria, estaria amaldiçoada a se tornar um peixe. Sem saber previamente dessa informação, Yashiro engole as escamas de sereia de uma vez.

Resumo: ela não consegue criar coragem para oferecer também ao garoto e acaba entrando numa batalha contra a rainha monstro sereia, que vem ao mundo dos humanos para levá-la para o fundo do mar. Afinal, agora ela era um peixe, então estava na alçada da sereia maligna.

A princesa sereia

Por sorte, Hanako-kun surge do nada e entra numa luta insana contra o monstro. Este foi o momento que me fez perceber que esse anime poderia valer a pena (mesmo eu já tendo lido alguns capítulos do mangá antes). Também era óbvio que mais cenas como aquela iriam acontecer.

Por fim, Hanako-kun salva a menina do monstro e se dispõe a realizar mais um desejo a ela. A única condição dada por Hanako-kun é que ela trabalhasse para ele.

E assim, automaticamente, o destino deles estariam ligados, tanto no mundo dos mortais como no mundo sobrenatural. Inicia-se, então, uma história de amor e muita comédia.

Os famosos sete mistérios de Jibaku Shounen Hanako-kun

Deixando de lado os aspectos românticos da história, mas que ainda assim irei comentar neste texto mais para frente, nós entramos na parte mais entusiasta desta história e o que me fez gostar.

Hanako-kun é o sétimo mistério. Existem ainda mais seis dentro do colégio. A cada episódio, o anime incumbia-se de apresentar cada um deles de forma supersticiosa, narrando-os de forma parecida como aquelas antigas lendas urbanas do Programa do Gugu.

Um dos sete mistérios de Jibaku Shounen Hanako-kun

O interessante de cada um dos mistérios era o modos operandi. Eles atuavam de acordo com o que os alunos da escola acreditavam que eram. Se a lenda que rondava os corredores era demoníaca, por mais que o mistério não fosse do mau, ele teria de ser.

Yashiro, Hanako-kun e Kou Minamoto, um personagem que se intitula exorcista, que surge inicialmente com o intuito de exorcizar Hanako-kun, mas que posteriormente acaba auxiliando na resolução desses problemas causados pelos outros seis mistérios, se reúnem e enfrentam os demais mistérios.

O lado racional motivador dos problemas em Jibaku Shounen Hanako-kun

Talvez uma das características mais importantes, ao meu ver, desses mistérios. Embora cada aluno tenha uma impressão equivocada sobre eles, os tais mistérios também possuem sentimentos e motivações.

Para cada um que é apresentado nos episódios, existe por trás uma convicção aflorada para justificar seus atos. Claro que todos são derrotados, mas deixam algum aprendizado, seja ele por menor que seja.

A partir disto, podemos tirar aquelas famosas lições de morais que os animes tanto transmitem, como empatia ao próximo, saber o valor da amizade e da família, não perder os melhores momentos da vida e por aí vai mais um monte de lições importantes para a vida real.

Yashiro, a garota problema de Jibaku Shounen Hanako-kun

A garota 4 de 10. Pernas de rabanete. Essa é Yashiro Nene. Talvez superestimada em relação a sua beleza, porque, sejamos sinceros, ela não é feia, embora tenha umas pernas esquisitas de fato. Mas é fofa.

O problema desta personagem não está empregado em sua beleza, mas sim em sua exacerbada ingenuidade e confiança em qualquer um que surja em sua frente oferendo seja lá o que for. ATENÇÃO MANÍACO DO PARQUE!

Yashiro nene, protagonista de Jibaku Shounen Hanako-kun

Yashiro simplesmente tem um bom coração, e acredita que todos são bons, por isso acaba pagando de idiota, sendo facilmente influenciada e se metendo em confusões que sempre acabam ganhando enormes proporções.

Por isso, Hanako-kun sempre chega e a salva dos perigos em que ela mesma se meteu. Talvez essa seja a única GRANDE crítica que eu teria para evidenciar da protagonista. (Ainda tenho uma certa dúvida de discernir quem de fato é o protagonista: Hanako-kun ou Yashiro).

Hanako-kun, o fantasma do bem… ou será que não?

De certo, existiu durando o todo anime a grande incógnita sobre Hanako-kun ser ou não um personagem do bem. Afinal, ele era taxada como um assassino e por isso não poderia ser digno de confiança. Fora as várias facetas obscuras que ele fazia.

Mas o fato é que ele era uma boa pessoa. Só que a evidência de um possível assassinato era real. Ainda quando era mortal, Hanako-kun matou seu irmão gêmeo, Tsukasa. O motivo não foi explícito nesta temporada, mas o fato é constatado.

Hanako-kun, protagonista

Este acontecimento parece ser motivo de tristeza para Hanako-kun, que sempre tenta sair pela tangente. Talvez tenha sido um acidente, talvez não. Isso só poderemos saber quando sair uma 2ª temporada, caso tenha. Ou, se você for uma pessoa muito imediatista, acompanhar o mangá.

Tsukasa, o antagonista irmão do protagonista

Isso foi divino. Dois personagens idênticos, mas de valores divergentes. Isso foi uma sacada muito interessante. Deu um ar mais emocionante para o enredo. E, detalhe, Tsukasa pareceu ser bem mais forte que Hanako-kun.

Tsukasa, o antagonista

Demorou muito até que Tsukasa surgisse na história. Por muito ele foi o irmão assassinado por Hanako-kun. Mas quando ele surgiu, chegou naquele pique personagem malvadão que, facilmente, explode um prédio com uma piscadela.

Tsukasa, o antagonista, parte 2

O mais interessante de tudo, talvez seja o fato de Tsukasa não demonstrar nenhum ressentimento por Hanako-kun, afinal ele o matou.

Mas muito pelo contrário, ele se sente feliz sempre que o vê, querendo brincar e recuperar o tempo que ficaram distantes. Inquietante isto, não é mesmo?!

Por último, a melhor parte!

Acharam mesmo que eu não iria fechar esta análise falando do poder majestoso do amor entre Yashiro e Hanako-kun? Foi uma parte bem desenvolvida pela história. Trabalhada exatamente como tinha de ser.

Existe um clima entre esses dois

Em muitos momentos deixava no ar a dúvida se realmente havia alguma química acontecendo ou se era puramente especulações. Mas, no final, é notório que eles possuem sentimentos além da amizade.

O amor está no ar

O problema é que um mortal não pode viver ao lado de um sobrenatural, são dois mundos divergentes que não podem se conectar.

Mas o que fazer quando o amor parece falar mais alto e o mesmo consegue obter o poder para transpor qualquer barreira?!

Finalizando…

Jibaku Shounen Hanako-kun de fato merece ser assistido. Ela é leve, mas ao mesmo tempo trata de alguns aspectos relevantes. Não é daquelas histórias que tudo é importante, mas sabe manter um equilíbrio.

A animação, ao mesmo tempo que passa a ideia de ser simples, é muito bem trabalhada e muito agradável de se assistir. Talvez, alguns episódios sejam mais enrolados e chatos de serem acompanhados, dando a impressão de possuírem mais de 23 minutos de duração.

Mas qual anime, as vezes, não passa essa sensação?! Agora, quero saber de você. Me conta nos comentários o que achou de Jibaku Shounen Hanako-kun.

Nota
8.0

/10

Escrito por

Welerson Silva

Jornalista e Escritor

Youtuber | Escrita cabeçuda

Brasília - DF

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Gosta de animes e mangás? Conheça o nosso podcast!