Análise

10 melhores animes de romance (que todo mundo já viu, talvez)

10 melhores animes de romance (que todo mundo já viu, talvez)
25 minutos para leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Se você é uma pessoa que gosta de animes de romance tanto quanto eu, tenho certeza que você já se viu pesquisando no Google coisas tipo “melhores animes de romance”. Ou até coisas como “animes com casal formado”, para não ter uma decepção muito forte com o desfecho. “Romance em animes”, talvez?

Bem, sabemos que tem muitas coisas ruins por aí no mercado (né, School Days-san?). Sendo assim, a busca por recomendações de amigos ou da internet sempre se faz válida para que não tenhamos nenhuma surpresa, seja má ou boa…

Eu constantemente me vejo buscando recomendações de romances, não importando a demografia da obra. Contudo, sempre me encontro em estado de frustração após alguns sites por aí ficarem recomendado uns harém fantasiado de romance. Ainda, para piorar, muitas vezes são uns animes bem mais ou menos…

Geralmente porque os personagens são fracos ou os casais não se formam por motivos estúpidos e infantis. Na boa, quem recomenda romance que o casal principal não dá nem as mãos?

Tendo em vista essa problemática, nessa lista da Cúpula, listarei alguns dos mais memoráveis romances que já assisti nessa minha caminhada de mais de 300 animes assistidos. Provavelmente, se você curte esse estilo já terá visto todos esses aqui. Mas trabalharei numa lista mais underground no futuro.

Ressalto que a única regra que impus a mim mesmo para elaboração do post foi: eu tenho que listar os 10 primeiros que eu lembrar. Afinal, a postagem trata sobre os mais memoráveis, aqueles que eu “guardei no coração”, né? 

Não encare a ordem da lista como um ranking. Eu não estou analisando nem avaliando os animes. A intenção aqui é só passar para você bons títulos que você talvez não viu ainda.

Eu garanto que nenhuma dessas obras vai te decepcionar.

1. Lovely Complex

Animes de romance Lovely Complex, protagonistas
  • Gêneros: Romance, Comédia, Vida escolar 
  • Estúdio: Toei Animation 
  • Material original: Mangá (setembro 2001 – dezembro 2006) 
  • Episódios: 24 (abril 2007 – setembro 2007

Koizumi Risa e Ootani Atsushi estrelam uma típica vida colegial do mundo dos animes – eles possuem colegas de classe quase descartáveis, provas para estudar e vivem o clássico drama adolescente. Qual seria tal drama? Com certeza querer encontrar um parceiro romântico para poder viver a real juventude! 

Apesar do anime não possuir um plot muito interessante ou um elenco lotado de personagens fantásticos, ele possui uma característica que nunca vi em qualquer outro anime de romance. A heroína é mais alta que o herói. 

Medindo 1,72m, Risa é uma garota muito alta para o padrão japonês. Já Ootani, por sua vez, é um rapaz muito baixinho, medindo seus altíssimos 1,56m (sem ofensas à você leitor, caso seja baixinho também haha). 

Não demora muito para nossos protagonistas ficarem bem deprimidos, já que ambos seus primeiros parceiros românticos os largam do nada.

Ou seja, ambos os protagonistas, Risa e Ootani, ficam desamparados e de corações partidos. 

Para piorar a situação, por sempre discutirem e brigarem quando estão juntos, a altona e o baixinho foram tachados de “dupla comédia” da escola. Essa comparação com comediantes é feita pois no Japão há uma dupla de stand up comedy chamada “All Hanshin-Kyojin”.

Lovely Complex acompanha Risa e Ootani em sua jornada de encorajamento mútuo, para que ambos consigam superar seus complexos e encontrar o amor.  

Devido as circunstâncias, eles decidem se tornar amigos com intuito de se apoiar e conseguirem novos parceiros românticos. A partir daí, você só vai descobrir assistindo a magnífica obra de Aya Nakahara, adaptada pelo gigantesco estúdio Toei Animation! 

2. Kaichou wa Maid-sama

Usui e Misaki de Kaichou
  • Gêneros: Romance, Comédia, Vida escolar 
  • Estúdio: J.C. Staff 
  • Material original: Mangá (dezembro 2005 – setembro 2013
  • Episódios: 26 (abril 2010 – setembro 2010

Ser a primeira presidente mulher do conselho estudantil de um colégio que até pouco tempo era somente para garotos não é uma tarefa trivial, mas isso não foi problema para Misaki Ayuzawa

A “presidente demoníaca” (maneira como foi carinhosamente apelidada pelos garotos) não tem medo de usar suas técnicas de aikido para colocar os garotos mal-acostumados na linha e mostrar quem é que manda na parada.  

Todavia, Misaki possui um segredo constrangedor. Ela trabalha em meio período em um maid-café. Ali, ela precisa ficar vestida de empregada e precisa incorporar uma personalidade completamente doce e fofa – bem diferente de sua postura de ditadora do capeta na escola.  

Contudo, o motivo para ela trabalhar lá não é nem de perto um motivo para se constranger. Ela trabalha ali porque a grana é boa. A Misaki precisa ajudar sua mãe e irmã com as contas já que o cafajeste do pai as abandonou.

Além de presidente do conselho e uma maid, Misaki consegue manter notas extremamente altas no colégio, fazendo jus a sua reputação intimidadora. Ela perde somente para um cara: o excepcionalmente perfeito em tudo e playboy, Usui Takumi. 

Misaki protege seu segredo a todo custo, pois acredita que perderá sua autoridade no ambiente estudantil caso algum aluno descubra seu trabalho como maid. Entretanto, para desespero de nossa protagonista, Usui a encontra sem querer enquanto ela trabalhava.

O que será que o Usui vai fazer com uma informação tão valiosa? Só assistindo para saber! 

Ainda, fica a recomendação do mangá para quem quer ver a história completa, pois o anime do estúdio J.C Staff não adaptou todo o maravilhoso material original escrito pela autora do original, Hiro Fujiwara.

3. Seishun Buta Yarou wa Bunny Girl Senpai no Yume wo Minai

Sakuta e Mai, na biblioteca
  • Gêneros: Romance, Comédia, Vida escolar, Sobrenatural 
  • Estúdio: CloverWorks 
  • Material original: Light novel (abril de 2014 – presente
  • Episódios: 13 (outubro 2018 – dezembro 2018

Primeiramente, gostaria de deixar claro minha indignação com esses títulos malucos. Sério, eu não entendo e nunca vou entender a pira de fazer nomes tão grandes. A moda japonesa é excêntrica demais para um mero mortal como eu entender…

Em Bunny Girl (encurtei, porque sim) a inexplicável Síndrome da Adolescência é tida como um mito.

É uma doença rara, que só atinge os adolescentes (ah, não diga!) e seus sintomas consistem em coisas… Sobrenaturais. Sobrenaturais o suficiente para que quase ninguém perceba. Ninguém além de, claro, o protagonista – também conhecido como Azusagawa Sakuta

Sakuta, por já ter vivido eventos relacionados a temível Síndrome, dispõe de experiência para conseguir ajudar a lidar com os problemas causados por ela. 

O plot do anime se desenvolve em cima da resolução desses fenômenos sobrenaturais, com Sakuta dando seu melhor para conseguir ajudar as garotas afetadas pela doença.  

Nosso protagonista teria tudo para ser só mais um personagem clichê, mas não é, acredite em mim. O mesmo vale para a heroína, Sakurajima Mai (que é uma das garotas que sofre dá Síndrome da Adolescência). 

A recomendação deste título em questão é forte. Nele, as relações amorosas e de amizade são trabalhadas e desenvolvidas de uma maneira muito madura. Fator este que comumente não é vista em obras de colegiais japoneses. 

Será que Sakuta conseguirá ajudar todas as indefesas garotas? Haverá explicações para a Síndrome da Adolescência? Recomendo que você assista para poder sanar estas dúvidas! 

Caso você queira ler uma análise mais profunda desta formidável obra do estúdio CloverWorks, baseada na série de light novels homônima escrita por Hajime Komoshida, clique aqui

4. Ore Monogatari

Personagens de Ore Monogatari comendo no parque
  • Gêneros: Romance, Comédia 
  • Estúdio: Madhouse 
  • Material original: Mangá (outubro 2011 – julho 2016
  • Episódios: 24 (abril 2015 – setembro 2015

Com uma estatura corporal completamente fora do padrão de garotos colegiais japoneses (ou até mesmo do mundo inteiro), Takeo Gouda não é seu típico protagonista de uma obra shoujo. 

Apesar da aparência de troglodita, Takeo possui um coração de ouro e é muito cavalheiro. Além disso, é praticamente idolatrado como um herói pelos outros garotos da escola. 

Não bastasse essas características não o ajudarem muito quando o assunto é vida amorosa, seu melhor amigo bonitão, Makoto Sunakawa (ou Suna) acaba roubando toda a atenção do público feminino, até mesmo de garotas que Takeo chegou a gostar – fura olho! 

Logo no primeiro episódio, Takeo salva uma garota de um molestador. A donzela em perigo era a fofa e angelical Rinko Yamato. Após o ato heroico, Takeo se apaixona instantaneamente pela menina, mas, suspeita que ela possa estar afim do Suna.  

Nosso protagonista, acostumado a agir da maneira mais íntegra possível, resolve bancar uma de cupido. Como? Takeo começa a tentar juntar Rinko com Suna, sem o consentimento deles. Será que ele consegue?  

A história se desenvolve de uma maneira muito gostosa de acompanhar. Ainda, esse anime foi feito pelo estúdio Madhouse (que baseou no mangá de Kazune Kawahara), definitivamente irá te deixar com um sorrisão na cara com os passar dos episódios.

5. Ao Haru Ride 

Ao Haru Ride personagens principais
  • Gêneros: Romance, Vida escolar, Drama 
  • Estúdio: Production I.G. 
  • Material original: Mangá (janeiro 2011 – fevereiro 2015
  • Episódios: 12 (julho 2014 – setembro 2014

Futaba Yoshioka era uma popular e bonita estudante do fundamental. Ela era muito bem vista pelo sexo oposto, mas não muito próxima das garotas (recalque aquele, clássico). 

Independentemente de sua popularidade com as garotas ou garotos, Futaba se importava somente com a opinião de seu primeiro amor: Kou Tanaka.

Kou era um colega com quem ela dividiu abrigo durante uma chuva qualquer brincando de esconde-esconde quando mais novos.  

Porém, não muito tempo depois, Kou some do mapa, deixando nossa protagonista de coração partido e com uma confissão amorosa presa dentro de si. 

Apesar do sumiço, memórias foram formadas entre os protagonistas ao longo do fundamental. Coisas bobinhas, porém bonitinhas, como emprestar um lápis ou ficar junto de ajudante da sala. Não podia ser um shoujo se não tivesse algo assim, né.  

Agora já no ensino médio, Kou retorna à escola, mas com uma personalidade completamente diferente.

Mas a Futaba também se encontrava diferente da sua antiga forma. Agora, ela buscava não chamar atenção desnecessária dos garotos e agia como uma cabeça de vento para conseguir cultivar amizades femininas. 

Em pouco tempo, Futaba percebe que aquele novo garoto é o mesmo Kou que ela se apaixonou no passado.

Será que dessa vez ela vai conseguir se confessar? Será que ela ainda tem os mesmos sentimentos pelo garoto?  Vale a pena dar uma olhada no anime para descobrir! 

Como o anime não adaptou tudo do material original escrito por Io Sakisaka (que foi a base para o roteiro do anime produzido pelo estúdio Production I.G.) recomendo que você parta para o mangá caso queira ver a conclusão da história.  

6. Golden Time

Banri e Kouko, de Golden Time
  • Gêneros: Romance, Comédia, Drama
  • Estúdio: J.C. Staff
  • Material original: Light novel (setembro 2010 – março 2014)
  • Episódios: 24 (outubro 2013 – março 2014)

Após um trágico acidente, Tada Banri começa a sofrer de amnésia, e isso acaba fazendo com que ele esquecesse de sua cidade natal e de todo seu passado. 

Não muito tempo depois, após se tornar amigo de Yanagisawa Mitsuo, ele decide seguir em frente e começar uma nova vida universitária. A mudança começaria cursando direito em uma cidade grande! 

Contudo, logo no início de seu “recomeço”, Banri se depara com a bela Kouko Kaga, que chega de maneira dramática na vida de nosso protagonista. O encontro desses dois será o motivo para que ambos tenham um ano conturbado, porém inesquecível.

O tempo passa, e tudo está bem na nova vida de Banri. Ele entende que ele está em um ambiente diferente, com novos amigos e um novo objetivo. Ele também chega à conclusão de que não precisa mais ser quem ele era. Ou seja, ele pode começar a focar em quem ele quer ser! 

Se apaixonar, cometer erros, crescer. Primordialmente, é disso que Golden Time se trata. Pelo menos, até um certo ponto, onde ocorre uma tensa reviravolta nesse anime de romance…

Se ficou curioso, com certeza vale a pena dar uma olhada na adaptação feita pelo estúdio J.C. Staff da light novel de Yuyuko Takemiya (a mesma autora de outro anime aqui dessa lista, continue lendo para descobrir rs).

7. Sakura-sou no Pet na Kanojo

Sorata e Shiina, de Sakurasou no Pet na Kanojo
  • Gêneros: Romance, Comédia, Drama
  • Estúdio: J.C. Staff
  • Material original: Light novel (janeiro 2010 – março 2014)
  • Episódios: 24 (outubro de 2012 – março de 2013)

Pensão “Sakurasou” é o nome da harmoniosa espelunca para onde Sorata Kanda precisou se mudar, após sua tentativa falha de manter um animal de estimação dentro dos dormitórios internos do colégio onde ele estuda.

O protagonista se muda para o Sakurasou porque é um dormitório próximo à escola e lá permitirem animais de estimação.

À primeira vista, Sorata se vê salvo pelo seu novo lar, porém logo ele descobre que é ali que moram os estudantes mais talentosos. Todos habilidosos e geniais da escola, mas também os mais excêntricos

Uma excelente animadora com hiperatividade, um escritor garanhão, um programador antissocial e a chefe do dormitório, sendo que a última é uma professora de artes e dama da noite. Essas são algumas das personalidades que compõem a pensão maluca.

O protagonista pretende ficar no Sakurasou somente até consegui um lar para seus animaizinhos de estimação temporários. Sim, agora “animais” no plural, já que ele tinha ainda mais pets do que quando fora expulso dos dormitórios da escola.

Sorata se vê determinado a cumprir com a palavra, todavia tudo mudou quando a mais nova integrante do Sakurasou dá as caras. A inocente, pura e brilhante artista, Mashiro Shiina. E daí a história parte…

O autor, Hajime Komoshida, escreveu Bunny Girl (antes citado). Ouvi dizer que a light novel finaliza muito bem a história. Se gostar do anime, peço que dê uma lida e depois venha aqui nos comentários me dizer se é boa mesmo!

8. Toradora!

Elenco de Toraodora!
  • Gêneros: Romance, Comédia, Slice of Life, Vida escolar
  • Estúdio: J. C. Staff
  • Material original: Light novel (março 2006 – março 2009)
  • Episódios: 25 (outubro de 2008 – março de 2009)

Em Toradora! acompanhamos Ryuuji Takasu, um colegial com personalidade gentil, porém que faz contraste à sua “aparência de delinquente”. Aliás, sempre acho estranho quando os personagens de anime falam sobre aparências porque para mim a maioria sempre parece normal hahaha

Por outro lado, Taiga Aisaka, uma pequena estudante estilo loli que, apesar de sua aparência, é qualquer coisa menos inofensiva ou frágil. Equipada com uma katana de madeira e uma personalidade tsundere-ríspida, Taiga é reconhecida como a “Trigresa de Bolso” da escola. 

Um dia, um acontecimento inesperado fez com que nossos protagonistas cruzassem caminhos. Ryuuji descobre que Taiga tem um lado fofo: ela tem uma queda pelo vice-presidente do conselho estudantil, Yuusaku Kitamura, que, por acaso, é melhor amigo de Ryuuji.

A coisa fica mais confusa quando Ryuuji admite ter uma queda por Minori Kushieda – a melhor amiga de Taiga!

Toradora! consiste em uma história sobre Taiga e Ryuuji embarcando em uma jornada de ajuda mútua para que ambos consigam conquistar seus crushs. Será que eles conseguem? Tá na cara o que vai acontecer, né. Ou será que não? 

O anime também trabalha com teores de drama, como pontos delicados sobre família e amigos. Se pegar o contexto de alguns acontecimentos, você sai do episódio com o coração partido! Além disso, o romance prevalece em demais. A obra é um dos romances mais icônicos do mundo dos animes.

Vale a pena conferir este anime do estúdio J.C. Staff, que teve como base o material original escrito por Yuyuko Takemiya (o mesmo de Golden Time – louco né? Dois grandes títulos na mão do mesmo autor!).

9. Shigatsu wa Kimi no Uso (Your Lie in April)

Protagonistas de Shigatsu wa kimi no uso
  • Gêneros: Romance, Drama, Música
  • Estúdio: A-1 Pictures
  • Material original: Mangá (abril 2011 – fevereiro 2015)
  • Episódios: 22 (outubro de 2014 – março de 2015)

Após o falecimento de sua mãe, Kousei Arima, um pianista prodígio, cai em uma profunda depressão que o tornou incapaz de ouvir o som de seu próprio piano.

Dois anos após o acontecido, Kousei ainda evita o piano, deixando todas as suas ambições, admiradores e rivais de lado. O protagonista vive uma vida sem cores, mas possui duas grandes amizades: Tsubaki Sawabe e Ryouta Watari

Apesar dos apesares, o protagonista “tela sem cor” começou a ganhar vida novamente após o encontro com Kaori Miyazono, uma bela e inspiradora violinista.

Devido à sua personalidade radiante, Kaori consegue incentivar Kousei o suficiente para que ele tente retornar ao mundo da música

Escrita por Masaru Yokoyama e vencedora de prêmios como o Sugoi Japan Awards 2016, essa linda história conta sobre como o Kousei tenta recuperar seu talento, enquanto ele descobre que a música é mais do que tocar as notas certas nos momentos certos e que uma melodia pode mudar para sempre a vida de quem a ouve, ou de quem a toca.  

Será que Kaori vai conseguir ajudar Kousei o suficiente para ele voltar a pisar nos palcos com confiança? Será que o trauma do protagonista será superado?

Com certeza Shigatsu wa Kimi no Uso entra nos tops de animes de música da maioria das pessoas, mas o amor entre os personagens e pela música em si, somados ao incrível nível técnico de produção do estúdio A-1 Pictures, fez com que esta obra de arte me marcasse para sempre pelo romance envolvido.

10. Yamada-kun and the Seven Witches

Personagens de Yamada Kun and the Seven Witches
  • Gêneros: Romance, Comédia, Sobrenatural
  • Estúdio: LIDENFILMS
  • Material original: Mangá (fevereiro 2012 – fevereiro 2017)
  • Episódios: 12 (abril de 2015 a junho de 2015)

Quando Yamada Ryuu entrou no ensino médio ele queria levar a vida leve. Mas, tal mudança não seria simples, já que ele almejava saltar de “delinquente” para “aluno exemplar”.

Porém, já no começo do segundo ano, ele se encontra em tédio com sua nova vida. Naturalmente, seus antigos hábitos foram voltando à tona. Notas baixas e brigas.

Um dia, depois de levar outro sermão de professores, Yamada encontra a belíssima Urara Shiraishi. Ao se cruzarem, uma pisada em falso fez com que eles caíssem da escada, causando um beijo não intencional que acarretou um acontecimento um tanto quanto… paranormal

Descobrindo sobre este fenômeno, Toranosuke Miyamura, o líder do clube de Estudos Sobrenaturais, basicamente força nossos protagonistas a entrarem em seu clube para fazer um estudo de caso. 

Pouco tempo após a junção de Yamada e Shiraishi ao clube, outros membros se juntam a causa. Juntos, os novos colegas descobrem sobre o maior segredo da Escola Suzaku: a lenda das Sete Bruxas.

Apesar do que aparenta ser, o plot do anime conta com várias reviravoltas. Fora que e os personagens possuem personalidades bem marcantes, carismáticas e divertidas demais.

O desenvolvimento dos casais é sensacional, porque realmente existe desenvolvimento. Bem diferente de obras como Kimi ni Todoke, que leva 40 volumes para os personagens darem as mãos (socorro).

O anime que foi produzido estúdio LIDENFILMS acabou sendo extremamente rushado. Se gostar do anime, recomendo fortemente que leia o material original desde o primeiro capítulo, para que você possa experienciar ao máximo a magnífica obra de Miki Yoshikawa!

Na verdade, o final do mangá é o melhor final dentre os animes de romance que eu já vi!

Esses foram melhores animes de romance na minha opinião, ok?

Além disso, foram os melhores animes de romance que eu considerei “que todo mundo já viu”. Ou, se não viu, deveria ter visto! Confio muito no potencial delas de fazerem você feliz.

Bom, mesmo que você já tenha assistido todos esses animes de romance, garanto que eles certamente ficaram na sua memória. Não digo quanto a lembrarem cada parte do anime e tal, mas dos personagens você lembra, disso tenho certeza! 

Eventualmente eu trarei mais títulos para você dar uma olhada. Trarei mais romances também, já que tem muitos bons além desses 10.

Concluindo, proponho um desafio a você: feche o olho, respire, conte até cinco e escreva aí nos comentários os 3 primeiros animes de romance que vierem na sua cabeça!

Quero só ver os animes de romance que mais marcaram você. Lembre-se de fazer igual fiz nesta postagem: foque animes em que o principal é o romance, e não animes de aventura ou ação, com uma pitadinha de romance fajuto mal desenvolvido…

Escrito por

André Uggioni

Co-Fundador

Editor-chefe | Host do CúpulaCast

Criciúma - SC

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.
Gosta de animes e mangás? Conheça o nosso podcast!