Notícias

Black Clover: anime vai ganhar história independente

2 minutos para leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Embora tenha algumas críticas relacionadas ao protagonista da série, a animação de Black Clover, baseada no mangá de mesmo nome, de Yūki Tabata, tem vindo a ganhar cada vez mais fãs. Por conta disto, a equipe tentará, pela primeira vez, uma abordagem diferenciada.

Até então, todos os acontecimentos apresentados na adaptação tem seguido fielmente o mangá. Mas, agora, será introduzida uma história original dentro do anime.

Em outras palavras, algo que não está no mangá vai acontecer na versão animada da série.

O motivo desta escolha partiu do autor, porque, segundo ele, não quer que o anime atinja os eventos atuais do mangá.

Para os que pensaram que isso não é uma boa jogada e que vão começar a encher o anime de fillers desnecessários, não é bem assim.

A história atual vai desviar-se para um novo arco, que seria o da história original, mas estará sendo supervisionado pelo próprio Yūki Tabata.

O mangaká também confirmou que os episódios vão ser totalmente canônicos. Além disso, mais informações sobre o que se tratará este arco ainda não foram liberadas.

Mas Tabata afirmou que terá total ligamento com a história e que os fãs da obra podem aguardar ansiosos pelo que estar por vir.

Mais sobre Black Clover…

A história segue a vida de um garoto chamado Asta, um jovem que sonha em se tornar o maior mago do reino. Existe apenas um problema: ele não possui nenhum atributo mágico.

Felizmente para Asta, ele recebe o grimório do trevo de cinco folhas incrivelmente raro que lhe dá o poder de anti-magia.

Protagonistas de Black Clover de costas um para o outro

A partir daí, Asta enfrenta tudo e todos para provar que, mesmo sem magia e com o poder da determinação e um pouco de poder da amizade, ele se tornará o Rei Mago.

Black Clover começou a ser publicado em fevereiro de 2015 e, atualmente, já ultrapassou a marca de 10 milhões de cópias vendidas.

A série inteira pode ser encontrada na Crunchyroll, aliás.

Fonte: OtakuPT

Escrito por

Welerson Silva

Quase Jornalista e Escritor

Youtuber | Escrita cabeçuda

Brasília - DF

Comentários da cúpula
Andre UggioniAndré Uggioni
Não assisto esse Fairy Tail 2.0 nem a pau

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Ir para o topo