Notícias

Chainsaw Man: vence premio “Este mangá é incrível!” (literalmente)

2 minutos para leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Para fechar com chave de ouro, Chainsaw Man foi escolhido como “o melhor mangá de 2020 para leitores masculinos” no renomado guia Kono Manga ga Sugoi! – que se traduz exatamente para “Este mangá é incrível!”, organizado com base na opinião de especialistas e editoras, publicado pela Takarajimasha.

Certamente já sabem também que a obra Chainsaw Man está no fim (será?). Contudo, a mesma tem uma apresentação marcada para acontecer na vigésima primeira edição da Jump Festa, entre os dias 19 e 20 de dezembro.

Assim como o André já andou noticiando por aqui, com a obra em sua reta final vários vazamentos e especulações surgiram em torno de sua possível adaptação. E mesmo rumores de uma possível continuação do mangá apareceram.

Vale ressaltar também que “o melhor mangá de 2020 para leitoras do sexo feminino” ficou com “Onna no Sono no Hoshi“, de Yama Wayama.

O que esperam que seja anunciado na Jump Festa??? Particularmente estou bastante curioso com o futuro do Menino Serrinha.

Quem acompanha o mundo dos mangás recentemente sabe que Chainsaw Man, escrito e ilustrado Tatsuki Fujimoto, está em grande ascensão na Jump.

A obra, que é publicada desde 2018, já ultrapassou 4 milhões de cópias em circulação no Japão, além disso foi anunciada como parte das novas publicações da Panini para 2021 aqui em terras tupiniquins.

Capa do volume 7 de Chainsaw man, com o Denji de mãos atadas perante aqueles que estão atrás de seu coração.

Uma breve sinopse (minha) de Chainsaw Man

Caso você ainda não acompanhe a obra, vou contar um pouquinho sobre ela.

A trama acompanha a vida do jovem rapaz chamado Denji e seu “cachorro” demônio chamado Pochita, com a habilidade de seu companheiro de se tornar uma serra elétrica demoníaca ele trabalha matando demônios para a Máfia, a fim de pagar as dividas deixadas por seu pai.

Acaba que o pobre leva uma vida bastante miserável e tem sonhos extremamente simples, como comer um hambúrguer. Depois de um dos trabalhos ele quase morre e Pochita “salva sua vida” se fundindo com ele, ou ao menos é nisso que Denji acredita.

Os eventos acabam por destruir a máfia que cobrava suas dividas e ele se torna um hibrido de demônio e humano, resgatado pela misteriosa Makima, uma caçadora de demônios da segurança pública.

É a partir daqui que a vida dele muda completamente.
Como já citado aqui na Cúpula, este mangá segue uma curva bem fora do padrão da Shonen Jump e surpreende bastante.

Fonte: OtakuPT

Escrito por

Luiz Rudolf (Matahashi)

Escritor e Faz Tudo

Curioso, Mangázeiro e defensor de Slam Dunk.

São José dos Pinhais - PR

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.
Gosta de animes e mangás? Conheça o nosso podcast!