Em nossas RegrasDe3, os autores assistem os 3 primeiros episódios de um anime novo lançado na respectiva temporada. Após isso, eles escrevem uma análise sobre esse começo da obra, sendo uma espécie de primeiras impressões. Fique atento: a RegraDe3 é uma visão baseada APENAS nesses 3 primeiros episódios, NÃO sobre o anime inteiro.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Koi to Yobu ni wa Kimochi Warui ou simplesmente graças a Deus Koikimo, é uma das comédias românticas da temporada de primavera.

Para quem não sabe a RegraDe3 é definida entre os membros da Cúpula do Trovão por meio de sorteio, o que torna as coisas interessantes, pois as chances de você pegar algo que você não queria ver são altas, visto que são pelo menos 30 novos animes, tirando as continuações, na temporada.

Normalmente eu pego algumas bombas, como Plunderer, Monster Musume no Oishasan (Monster Girl Doctor), Lapis Re:Lights entre outros. Porém, felizmente há exceções, e por incrível que pareça, Koikimo é uma delas e eu te explico por que com sua sinopse.

  • Gênero: Comédia, Romance
  • Estúdio: Nomad
  • Material: Web Mangá
  • Episódios: 12
  • Novos episódios: Segunda-feira
  • Página do anime (na Cúpula) (no MAL)

Sinopse

Uma vez que você se apaixona por alguém, você não consegue parar o amor.

Um estranho encontro estimula o encontro de Amakusa Ryou, um homem de negócios sofisticado que é solto com mulheres, e a melhor amiga de sua irmã de colégio, Arima Ichika. A partir daí, ele se apaixona perdidamente. Por um lado, ele se aproxima dela com métodos quase muito diretos, enquanto ela responde simplesmente enojada, insultando-o sem hesitação… e ele toma isso como a maneira dela de demonstrar amor.

Esta é uma comédia romântica sobre um funcionário de elite distorcido e uma estudante normal otaku.

Lendo essa sinopse parece ser algo besta, clichê e provavelmente de mal gosto. Um “mulherengo” dando em cima, de forma direta, de uma colegial uau!.

Mas, CHOTO MATE!

Definitivamente essa sinopse não favoreceu nem um pouco esse anime. Ele realmente é isso ai, mas ao mesmo tempo não é. Nessa sinopse parece algo mais escrachado e vulgar, sendo que na verdade é o oposto disso.

Koikimo é uma comédia romântica leve e sutil

O desafio inicial para essa obra, é ilustrar um homem, mesmo ouvindo vários não, insistindo em conquistar uma mulher. Falo que isso é um desafio pois infelizmente, muitos homens acham que um “NÃO” é um “SIM” e acham que a mulher está apenas fazendo “doce” ou algo do tipo.

Eu poderia escrever um texto inteiro sobre isso, dando inúmeros exemplos e os justificando, mas não cabe aqui. Mas, vou deixar só uma ilustração, que é o famoso “Kabedon“.

O kabedon, normalmente é algo intimista, que limita a escolha da pessoa (mulher) e a obriga a escolher o caminho que o homem quer.

Enfim…Achei que esse anime seria algo assim, um cara escroto fazendo escrotices com uma menina até ela “gostar dele”, algo como romantizar um cara abusivo.

Mas para minha alegria e a de muitos, não é nem de perto algo assim. Acredito que isso se deva ao fato da direção e da historia estarem ao encargo de mulheres, que conseguem muitas vezes terem uma visão mais realista e sensível.

Existe uma linha tênue entre algo fofo e o abusivo nesse caso, e o limite nesse anime nunca é ultrapassado. O protagonista Amakusa Ryou é um cara bacana, inteligente, romântico, um verdadeiro gentleman. Em momento algum ele falta com o respeito ou abusa da liberdade com a Arima Ichika.

Ryou e Chika se encaranado Koikimo

E quando ele percebe que pisa na bola por meio de suas atitudes, seu chão acaba e ele fica verdadeiramente desolado, mas ainda assim, inabalável em sua missão de conquistar a Chika-chan.

Ao que parece, sua fama de mulherengo é sim uma verdade, porém, uma meia verdade. Com três episódios é possível perceber que há mais coisas para além desse arquétipo.

Ryou pensativo olhando para uma mulher em sua cama Koikimo

Quanto a comédia…

Comédia é algo extremamente relativo e pessoal, contudo há pessoas que acham graça das coisas simples, e há aqueles que gostam de coisas mais elaboradas para dar boas risadas.

É provável que Koikimo vá se enquadrar mais na primeira categoria, as piadas são simples, mas com um timing excelente, principalmente as que partem do Ryou. Certamente você irá no mínimo ficar com um sorrido de canto de boca em todos os episódios.

Ryou muito bravo com uma personagem que ofendeu seu amor

A problemática em Koikimo

Inegavelmente, algo interessante a ser debatido ao assistir Koikimo, e super válido, é a relação de um homem adulto com uma adolescente, ainda mais dado o contexto do Japão.

Amakusa Ryou tem 27 anos, enquanto a Arima Ichika tem seus 17, e a questão que eu vi muitos levantando é: Será que esse tipo de romance é certo ou errado?

Sinceramente, eu não vejo problema nenhum, porém, é algo que deve ser tratado com muita responsabilidade para não o tornar banal, visto que já existem inúmeros problemas no Japão quando o assunto é pedofilia, principalmente em obras de animes e mangás.

Mas, pelo menos por enquanto, Koikimo vem tratando esse tipo de assunto com bastante responsabilidade, e acredito que pelo menos por algum tempo, esse amor será algo apenas platônico, e não deve ser consumado tão cedo. Porque a graça do anime está justamente nas tentativas de conquista do Ryou.

Finalizando…

Koikimo ou Koi to Yobu ni wa Kimochi Warui é um anime indispensável para quem gosta de comédias românticas. E olha, essa frase está partindo de alguém que não é fã de comédias românticas.

Então o negocio deve ser bom mesmo, confia!

Há algumas questões que ainda podem vir a tornar-se um problema no anime, mas acho pouco provável. Acredito que mesmo com apenas três episódios, já foi possível ver os valores de Koikimo que é o de um romance leve e sutil.

Vale também destacar a direção desse anime, é tudo muito gostosinho de assistir. Os enquadramentos, a escolha das cores, a trilha sonora, o tom da voz dos personagens, o design de produção.

Enfim, tudo foi muito bem escolhido para trazer uma sensação reconfortante para quem está assistindo a Koikimo.

Sendo assim, vá assistir a esse anime e volte aqui para me dizer se ele é realmente bom, ou se ele é apenas mais um anime de romance.

Mas de qualquer forma eu gostei e provavelmente o assistirei até o final. E você, está gostando da obra ou é exagero meu até aqui?

Deixa aí nos comentários sua opinião sobre.

Escrito por

Pedro Bernardes

Profissional de Educação Física

Cult | Atleta | Leitor compulsivo

Belo Horizonte - MG

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!
Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.