Em nossas RegrasDe3, os autores assistem os 3 primeiros episódios de um anime novo lançado na respectiva temporada. Após isso, eles escrevem uma análise sobre esse começo da obra, sendo uma espécie de primeiras impressões. Fique atento: a RegraDe3 é uma visão baseada APENAS nesses 3 primeiros episódios, NÃO sobre o anime inteiro.

Komi-san wa, Community-shou desu ou como eu gosto de chamar Komi Can’t Communicate, é sem dúvida uma surpresa para quem não conhecia, e acredite se quiser, para quem também já conhecia.

Eu digo isso por ser um consumidor do mangá e ter ficado espantado não só pelo respeito ao conteúdo original, mas por trazer à tona um mangá de comédia com uma animação muito acima da média.

A adaptação foi feita pelo diretor Kazuki Kawagoe (Beyblade Burst God) no estúdio OLM (todos os animes de Pokémon que você conseguir imaginar), e podemos dizer que foi um trabalho que surpreendeu muito. Afinal, geralmente temos esse estúdio apenas envolvido com projetos da franquia Pokémon, com exceção do famigerado Odd Taxi que o André ainda me cobra muito para assistir.

De antemão, vou te contar um segredo que talvez você não saiba:

Komi Can’t Communicate talvez se torne um dos seus animes favoritos de comédia.

  • Gênero: Comédia, Slice of Life
  • Estúdio: OLM
  • Material: Mangá
  • Episódios: Desconhecido
  • Novos episódios: Quintas
  • Página do anime na Cúpula e no Myanimelist

Afinal, sobre o que fala Komi Can’t Communicate?

Após ingressar em uma escola elite chamada Itam, Hitohito Tadano acaba sentando ao lado de Shouko Komi, uma estudante que possui beleza e elegância totalmente fora dos padrões, chegando a ela ser comparada à uma deusa. Mas uma coisa que ninguém sabe: Komi-san tem problemas para interagir com outras pessoas.

Já em seu primeiro dia, Tadano acaba dormindo na sala de aula e por coincidência ele escuta uma voz bem baixinha. Essa voz era de Komi-san, que quando percebeu tentou fugir desesperadamente, mas Tadano conseguiu interagir com ela por meio de um quadro negro.

Após uma breve interação, ele descobre que o sonho dela é fazer 100 amigos. Agora comovido, Tadano fala que vai ajudar a garota a fazer 99 amigos, porque ele já havia se tornado o primeiro!

Temática pesada, porém com uma abordagem leve

Komi Can’t Communicate traz a tona um problema que muitos jovens já passaram, a interação social.

Já tivemos alguns animes que tocaram esses assuntos de varias maneiras, tais como NHK, Mob Psycho e Watamote.

Estes animes tinham essa temática embutida em suas historias, porém cada um possui sua intensidade própria para tratar do tema. Sendo assim, acabavam não aprofundando tanto. NHK falava sobre, mas não pega “leve” na narrativa.

Em contrapartida, Komi-san aborda a temática de uma maneira mais “leve” e cômica para entreter, colocando nossa heroína em situações desafiadoras para ela, mas cômica para nós. Então, ao invés do anime puxar para uma abordagem séria, dramática e emocional, ele opta por fazer você dar muitas, muitas e MUITAS risadas.

Qualidade gráfica que superou todas as expectativas

Por ser uma temática de anime de comédia com slice-of-life, não se esperava uma animação excepcional, eu pelo menos esperava algo do nível Saiki Kusuo No Psi-nan.

Quebrei a cara!

Kazuki Kawagoe, diretor do anime, parece não estar pegando leve. Além de trazer uma animação muito acima da média para o que costumamos ver em animes parecidos, ele intensificou cenas icônicas do mangá. Isso deu mais destaque para as mesmas, seja fazendo uma composição de cenas extras para a piada ou fazendo brincadeiras que acrescentam mais na história.

Terá romance em Komi-san?

Em suma podemos dizer que sim, mas não tão cedo como você imagina. O mangá até o atual momento tem mais de 300 capítulos, o que abre espaço para muita coisa.

Minha recomendação é não ir com romance em mente, porque o anime quer te entreter com situações rotineiras que Komi-san enfrenta para vencer seus medos, não para você ver um romance.

Finalizando as primeiras impressões de Komi Can’t Communicate

  • Divertido
  • Leve
  • Engraçado
  • Komi-san

Em suma, essas são as qualidades mais presentes nos 3 primeiros episódios de Komi Can’t Communicate.

Raramente vemos um anime de comédia receber esse nível de tratamento. Não vou dizer que esse anime é revolucionário, mas da para falar brincando que talvez esse seja o “Demon Slayer dos animes de comédia”.

Então, embarque nessa jornada um tanto caótica e engraçada de Komi-san, em busca dos seus 100 99 amigos.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Escrito por

Lucas Souza

Fundador

Otaku Podcaster | Oldschool | Reclamão de Isekai

Criciúma - SC

Entre na conversa, deixe seu comentário!​

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.