Em nossas RegrasDe3, os autores assistem os 3 primeiros episódios de um anime novo lançado na respectiva temporada. Após isso, eles escrevem uma análise sobre esse começo da obra, sendo uma espécie de primeiras impressões. Fique atento: a RegraDe3 é uma visão baseada APENAS nesses 3 primeiros episódios, NÃO sobre o anime inteiro.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Depois de muita espera e um adiamento, a 4ª temporada de Shingeki no Kyojin (Attack on Titan) finalmente estreou. E com isso, as primeiras impressões são mais do que necessárias nessa temporada final.

Deixando claro: eu nunca tinha assistido Shingeki.

Devido a muitas cobranças do Dudi, recentemente assisti junto com a minha namorada (Kami), todas as temporadas anteriores e os 3 primeiros episódios.

Primeiramente, gostaria de dizer que, tanto eu quando a Kami, adoramos Shingeki e nos tornamos fãs.

Aliás, temos muitas expectativas para essa última temporada.

Contudo, será que elas serão correspondidas?

banner da quarta temporada de shingeki no kyojin
  • GêneroAção, Drama, Sobrenatural
  • EstúdioMappa
  • Material: Mangá
  • Episódios: 16
  • Novos Episódios: Domingo

Recapitulando o final da 3ª temporada de Shingeki no Kyojin

O final da temporada anterior foi cheio de informações. Um novo “mundo” que não conhecíamos surgiu a nossa frente, os titãs que foram “extintos” na ilha de Paradis, Ackermans, os 9 titãs…

Eu pessoalmente não tive tanto problema para absorver essa enxurrada de informação, porém tenho que dizer que a Kami ficou um pouco confusa com tanta coisa de uma vez, e sem dúvida, realmente é demais de uma vez.

Tenho que dizer que essa estrutura me lembra muito a de Claymore (aliás, um ótimo mangá que foi recomendado pelo João no Primeiro Listão).

Nele, nós também acompanhamos um local o mangá todo, até, eventualmente, percebermos que o mundo é bem maior que o nosso umbigo e que somos peões em um jogo maior.

levi na capela de cristal
Eu fiquei sabendo que é o Levi que vende daquela metanfetamina azul

Claro, não estou falando de plágio nem nada do tipo: estou falando apenas como curiosidade.

Deixando isso de lado, finalmente conhecemos um pouco mais sobre o país de Marley (e eu), que provavelmente será o foco dessa 4ª temporada de Shingeki no Kyojin.

Nova temporada, nova perspectiva

Anteriormente, estávamos apenas observando a perspectiva das pessoas de dentro das muralhas, mesmo fora delas.

Por mais que pudéssemos ver alguns pensamentos do Reiner e do Bertolt durante as temporadas anteriores, nós não tínhamos muita noção de onde eles eram, qual era a realidade e o porquê de eles estarem fazendo isso.

garota completamente chocada
“Foi aí que eu mostrei pra ela da minha saveiro rebaixada”

Aqueles que pensávamos tão claramente como vilões , não são tão vis assim. No fim, eles são vítimas que sofreram um tipo de lavagem cerebral e foram forçados a lutar.

Sem falar que eles estão destinados a uma morte prematura graças a serem escolhidos para serem “guerreiros”.

É aquele clássico: nada é preto ou branco, tudo é um tom de cinza.

A coisa está tão feia para eles que o próprio Reiner pensa em suicídio, e quase o faz.

Tudo é uma questão de ponto de vista em Shingeki

Para as crianças “súditas de Ymir” que são criadas no país de Marley, a ilha de Paradis está cheia de demônios, eles são semelhantemente tratados como demônios por todos.

Eles acreditam que precisam resolver esse problema para que seu país possa triunfar sobre os outros, mantendo sua hegemonia. Mal sabem eles que estão tão longe da verdade quanto o Eren estava na 1ª temporada.

gente feliz andando por ai
“Olha pai, alguém botou spoilers da quarta temporada no twitter

Todos acreditam que estão fazendo o melhor que podem, mas falham em enxergar a figura inteira, porque metade do quebra-cabeças está faltando.

Essa é a verdade para os 2 lados, até agora.

Uma ótima introdução e construção de tensão nesta 4ª temporada de Shingeki no Kyojin

Você sabe que logo algo vai acontecer. Quando o Eren aparece no final do terceiro episódio falando sua filosofia de boteco, todos nós sabemos para onde isso vai (isso caso você não tenha visto o trailer).

Certamente, várias perguntas surgem à minha mente. Eles vão atacar diretamente o império de Marley? Como vão fazer? Qual é o plano? Há quanto tempo estão infiltrados?

bestial de óculos na forma humana
5Head Bestial (ele é inteligente, tem que usar óculos)

Dois lados que provavelmente deveriam se unir estão prontos para uma grande batalha. Contudo, não sabemos as repercussões que tudo isso pode causar (pelo menos eu não, já que não li o mangá).

Eu acredito que no quesito de história, essa temporada não vai perder em relação às outras.

Mas e a animação então?

Algo que preocupava todos os fãs é a troca de estúdio. Tenho que dizer, não acredito que impactou muito a qualidade. É verdade que alguns personagens ficaram meio difíceis de reconhecer (né Reiner), mas nada dramático em relação a isso.

Entretanto, nem tudo são flores.

Tenho que acrescentar que algumas cenas ficaram com animações meio bizarras pelo uso de CGI, com personagens se movendo de forma nada natural e rápido demais.

cena mal animada do segundo episódio
Aliás, essa cena é terrivelmente animada, infelizmente não dá de mostrar numa figura

Estranhamente essas são cenas que não seria necessário muito movimento, como cenas em que eles conversam e coisas do tipo. Entretanto, talvez uma forma melhor de resolver isso seria com enquadramentos que facilitassem para os animadores.

Já as cenas de luta, por enquanto, tem sido ótimas e a qualidade no geral não diminuiu, nenhuma reclamação aqui.

Ok, mas e a abertura então?

Vemos uma temática bem diferente das outras temporadas.

Inesperadamente, ela traz um sentimento de tristeza, ciclicidade e de impotência: independente do que façamos, lutamos guerras que sequer são nossas e perdemos coisas importantes.

Esteticamente falando, o contraste do tema e da música com as cores ficou bem interessante.

Acredito que seja uma abertura bem apropriada, mesmo que o tema dessa temporada talvez esteja mais próximo de “Revolução”.

My War” por Shinsei Kamattechan

O encerramento é bem legal também, embora seja bem mais padrão.

Shock” por Yuko Ando

Concluindo as primeiras impressões da 4ª temporada de Shingeki no Kyojin

Não há para onde voltar, estamos rumando a um confronto e as coisas não vão se acalmar por bastante tempo.

Inegavelmente, é o que vejo acontecendo nessa temporada depois destes 3 episódios introdutórios.

Já que eles passaram tanto tempo matando seus irmãos transformados em titãs, viveram nessa gaiola com medo dos gatos, eu acredito que paz não seja exatamente uma opção.

Estou bem ansioso para ver como essa história vai terminar e acredito que teremos uma ótima temporada por vir.

Aliás, a história já está toda (quase) escrita no mangá: não tem erro. A animação no geral está bem boa e o tema está incrivelmente interessante. Tudo que preciso dizer é:

SHINZOU WO SASAGEYO!

erwin shinzou wo sasageyo
Em tributo ao Comandante Erwin Smith

Hype.

Escrito por

Wesley Dagostim

Engenheiro Mecânico e Escritor

Hipster | Amante de leitura

Criciúma - SC

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.
Gosta de animes e mangás? Conheça o nosso podcast!