Em nossas RegrasDe3, os autores assistem os 3 primeiros episódios de um anime novo lançado na respectiva temporada. Após isso, eles escrevem uma análise sobre esse começo da obra, sendo uma espécie de primeiras impressões. Fique atento: a RegraDe3 é uma visão baseada APENAS nesses 3 primeiros episódios, NÃO sobre o anime inteiro.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Enquanto em Urasekai Picnic (Otherside Picnic) temos um universo alternativo dominado por criaturas sobrenaturais, em Soukou Musume Senki temos um mundo infestado por robôs gigantes chamados Mimos.

Esses robôs aparentemente levaram o mundo paralelo do Japão à ruína. Agora, com a colaboração de garotas guerreiras que utilizam armaduras, o mundo se vê sendo carregado em suas costas, sendo elas uma forma de proteção daqueles que ainda sobrevivem.

pôster do anime Soukou Musume Senki
  • Gênero: Ação, Militar, Fantasia
  • Estúdio: Estúdio A-CAT
  • Material fonte: Jogo
  • Episódios: 12
  • Novos episódios: Quartas-feiras
  • Página do anime na Cúpula e no MAL

Antes de entrar de fato no conteúdo desta RegraDe3, assista a opening do anime, que é até agradável e apresenta de forma sucinta o que o telespectador irá encontrar ao dar chance à Soukou Musume Senki.

A história de Soukou Musume Senki

O início de Soukou Musume Senki é bastante tranquilo, ambientado em um universo trivial e bastante populoso. Nada de surpreendente. E talvez agora você esteja se questionando como tudo o que foi discriminado no início deste texto acontece neste anime.

O grande gatilho são bonecos de robôs, que aparentemente são a febre do momento e todos querem ter um, exceto, claro, a protagonista da história, Riko. Esses brinquedos são chamados de LBX. A partir das primeiras interações com eles a história começa a se desenvolver.

personagem riko, de Soukou Musume Senki

A parte mais curiosa é a imersão ao universo paralelo, que acontece de forma muito abrupta, levando Riko a vivenciar momentos desnorteantes. Não somente para ela, mas também para quem está assistindo.

Simplesmente de forma intempestiva, Riko se vê em um campo de batalha com crianças uniformizadas atirando bala para todos os lados numa luta injusta contra robôs colossais. Ademais, essas crianças seguem uma hierarquia. Por fim, quem são e o porquê de fazerem isso, não se sabe ainda.

protagonista de Soukou Musume Senki

Até Riko compreender o contexto, ela chega a acreditar que tudo aquilo não passa de um jogo VR, o que a coloca, várias vezes, em risco de morte. Quando todas encontram um momento mais calmo, explicam a situação para Riko e ela entende que essas garotas são LBX Girls.

Riko nunca curtiu muito os famigerados robozinhos e agora ela se tornou um. Ironia o nome disso.

Aliás, tem uma cena em específica, onde as personagens morfam para a forma LBX Girls que é quase um Power Rangers disfarçado. A cena deve levar quase mais de um minuto de tela e é bem interessante.

O que aconteceu com a Terra?

O primeiro episódio se desenvolve, basicamente, em cima desta premissa supracitada no tópico anterior. Ademais, também foca um pouco nas relações das garotas e sobretudo na Riko, que busca, agora, voltar para sua terra natal.

Inclusive, há um momento onde ela sugere ir até sua cidade naquele universo, mas é avisada que nada é como no mundo original.

É a partir do segundo episódio onde algumas informações são apresentadas. Nada muito revelador, mas que começa a expandir um pouco mais o enredo de Soukou Musume Senki. Também, descobrimos que existem habitantes. E não são apenas do sexo feminino.

O início do anime dá a entender que só existem aquelas garotas, os robôs e nada mais naquele mundo. Porém, não é o caso. E como já mencionado, elas lutam em prol desses remanescentes. Ou algo assim do gênero.

universo do anime

Além do mais, talvez um dos grandes fatores de importância desta história seja a compreensão do todo. Afinal, tudo aconteceu de forma muito corrida e misteriosa. Similarmente ao caso da Riko, também estão os demais personagens. Por que todos estão ali e como foram parar ali?

Por fim, tudo deve ser esclarecido ao longo dos 12 episódios. Até mesmo porque se não for, vai ficar uma coisa bem esquisita. Ou podem não explicar absolutamente nada, deixar subjetivo e taxar como “anime cult“.

Finalizando as primeiras impressões de Soukou Musume Senki

Em síntese, Soukou Musume Senki não é um anime ruim. É provável que a história tenha como um dos objetivos secundários a venda de bonequinhos. Aliás, mesmo porque os trajes das personagens são todos trabalhados nisso.

Ademais, no que tange a história, é meio comum, porém com suas peculiaridades. E querer entender o que está acontecendo se torna quase inevitável.

Por fim, todavia, é preciso estar muito disposto para acompanhar, uma vez que o anime não cativa tanto a atenção como talvez devesse. Que é exatamente é o meu caso. Eu não irei continuar o anime. Não por não possuir potencial, mas simplesmente por não fazer meu tipo.

Escrito por

Welerson Silva

Jornalista e Escritor

Youtuber | Escrita cabeçuda

Brasília - DF

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!
Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.