Em nossas RegrasDe3, os autores assistem os 3 primeiros episódios de um anime novo lançado na respectiva temporada. Após isso, eles escrevem uma análise sobre esse começo da obra, sendo uma espécie de primeiras impressões. Fique atento: a RegraDe3 é uma visão baseada APENAS nesses 3 primeiros episódios, NÃO sobre o anime inteiro.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

SSSS.Dynazenon é uma sequência de SSSS.Gridman, um anime de 2018. Contudo, acabou não fazendo muita diferença para mim, já que não conhecia ambas as obras.

Sobre a história, trata-se de mais um mecha. Nessa temporada peguei somente esse gênero. O primeiro foi Godzilla: SP – Godzilla Singular Point. Apesar de ser um mecha, achei interessante.

Em relação a SSSS.Dynazenon, assisti praticamente de paraquedas, sem ler nenhuma sinopse ou acompanhar trailers ao longo da divulgação do anime. Logo, foi uma surpresa quando cheguei no final do primeiro episódio. Kaijus, CGI e robôs gigantes.

pôster do anime SSSS.Dynazenon
  • Gênero: Ação , Ficção Científica , Mecha
  • Estúdio: Trigger
  • Material: Original
  • Episódios: 12
  • Novos episódios: Sextas-Feiras
  • Página do anime (na Cúpula) (no MAL)

A história de SSSS.Dynazenon

O anime dos personagens dos olhos coloridos desenvolve um roteiro, inicialmente, calmo. Dá a entender que seria uma trama leve e trivial sobre colegiais. Aliás, demonstra até mesmo um tipo de narrativa que iria abordar sobre problemas pessoais e a melhor forma de lidar com eles. Todavia, não é exatamente isso. Ou não somente isto.

Logo no começo, somos apresentados a Yomogi Asanaka. Aparentemente o protagonista da série. Não somente a ele, mas também a outros personagens em potencial para a construção do enredo de SSSS.Dynazenon.

Uma personagem interessante é a Yume Minami. A ideia de haver um complexo, algum problema no passado, faz dela uma boa personagem. E esse possível problema reflete no fato dela ser taxada de uma pessoa que comete prevaricação. Aparentemente de forma deliberada.

a história do anime

Claro que esta percepção foi de alguém que não conhecia nada deste anime, tampouco de seu predecessor. Porém, acerca da história, todo o quadro da situação muda quando uma criatura gigante em CGI surge devastando o cenário.

Para que fosse impedido esse ataque iminente, surge, então, Gauma. Ele se diz ser um controlador de Kaijus. E com o auxílio nada cooperativo de alguns personagens, emerge um Transformers gigante. Daí inicia-se uma batalha a la Megazord, como em Power Rangers, com direito a poses fotográficas e explosões de fundo.

Problemas em SSSS.Dynazenon? Talvez sim, talvez não

Após a primeira batalha épica contra o Kaiju, descobrimos que o robô gigante que estava sendo pilotado pelos personagens é chamado de Dynazenon. Naquele momento pareceu ser necessária a participação de vários envolvidos para que pudesse ter êxito o funcionamento da criatura. E isto faz alusão a uma outra obra, chamada Bokurano.

Claro que não é exatamente a mesma premissa, mas lembra. E caso não conheça Bokurano, há uma crítica do mangá aqui no site. Dê uma conferida. Vale muito a pena.

Ademais, para finalizar este momento de distopia e incapacidade de compreensão de todos ali, Gauma, o controlador de Kaijus, diz que os jovens precisam treinar, pois agora farão parte desta empreitada na luta contra Kaijus, que hora ou outra surgirão no cotidiano.

O que seria normal em uma situação dessas? Um homem misterioso surge do nada, se mostra um domador de um robô gigante e diz que todos ali agora também farão o mesmo. De todas as possibilidades, a menos provável era simplesmente aceitar. E é o que acontece.

a relação entre os personagens

Mas, enfim, a história segue seu rumo. E é interessante este período da história, porque por meio do Dynazenon temos algumas interações entre os personagens. Algumas até invasivas demais. Porém, acredito que tenha sido para dar aquele ar cômico para a história. O que funciona perfeitamente.

Também, fica notório, no início do anime, que existe uma certa dificuldade de comunicação entre alguns. Mas isto é quebrado por meio, também, do Dynazenon. A união deles com esta máquina cria uma espécie de vínculo, fazendo com que eles interajam, quer queiram ou não.

E talvez seja com base nesses relacionamentos proporcionados pelo Dynazenon que entenderemos melhor o passado de Yume Minami, por exemplo.

Outros controladores de Kaijus e as características distintas dos personagens

Ao final do segundo episódio, SSSS.Dynazenon revela que existem outros controladores de Kaijus. Todavia, supostamente, existe uma divisão entre os do bem e os do mal. Por exemplo, no caso do Gauma, ele se mostra do lado bom. E então temos os “Eugenicistas”, que seriam, obviamente, o lado sombrio.

Mas não dá para tirar conclusões precipitadamente (ou será que dá?). Vai que a história dá uma de Darling in the Franxx no final e muda toda uma percepção que fora construída ao longo dos vários episódios? Nunca se sabe. Aliás, SSSS.Dynazenon é do Trigger, estúdio responsável também por Darling.

o kaiju

E, por fim, outro ponto interessante no anime são os personagens que vivem vidas totalmente diferentes, mas que acabam se unindo por um objetivo em comum. E nessa mistura temos uma garota que não gosta de estudar; um desempregado; um estranho que surgiu do nada; um garoto desinteressado, mas com potencial e uma garota misteriosa.

Pode gerar muito conteúdo a junção de todas essas histórias em um lugar só. Mas isto são cenas para os próximos capítulos.

Finalizando as primeiras impressões de SSSS.Dynazenon

Por fim, assim como afirmado na última RD3, também não darei continuidade para este anime. Muito pelo fato de ser mais um mecha e eu não curtir muito. Também por já ter várias outras prioridades.

Além disso, o que mais parece ser interessante nisto tudo é a relação entre os personagens e suas histórias intrínsecas. E se for para dar uma chance por conta deste motivo, eu vejo um slice-of-life mais profundo e direto.

personagens com passados curiosos

Entretanto, não é horrível. Em síntese, pode ser que tenham muitos momentos interessantes ao logo dos 12 episódios confirmados. Caso seja adepto ao gênero e ao estúdio, talvez, quem sabe não vale a pena investir o tempo nesta animação?!

Diz aí nos comentários, enfim, o que você achou de SSSS.Dynazenon.

Escrito por

Welerson Silva

Jornalista e Escritor

Youtuber | Escrita cabeçuda

Brasília - DF

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.
Gosta de animes e mangás? Conheça o nosso podcast!