Análise

Majo no Tabitabi (The Journey of Elaina) é bom?| Crítica

Majo no Tabitabi trabalha bem o amadurecimento de uma pessoa diante às adversidades do mundo
9 minutos para leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Majo no Tabitabi ou Wandering Witch: The Journey of Elaina (A Bruxa Errante: A Jornada de Elaina), certamente é um dos animes da temporada de outono que passou batido na lista de muita gente este ano.

Majo no Tabitabi: The Journey of Elainaelaina tomando vinho

Se pararmos para pensar em seus gêneros (Slice of Life, Magia, Drama, Aventura) não é lá algo que agrade muitas pessoas. Sendo assim, é uma obra com seu público bem definido.

Mesmo assim, Majo no Tabitabi chamou a atenção e conseguiu prender até o fim de sua temporada. Mais do que isso, acredito que este anime também possa ter despertado a curiosidade de você (se não, você não estaria aqui lendo este artigo). Até porque eu fiz a RegraDe3 desse anime.

Mas, será que vale a pena investir seu tempo nele?

Afinal, do que se trata Majo no Tabitabi?

Majo no Tabitabi: The Journey of Elaina - elaina viajando para um país

Wandering Witch: The Journey of Elaina é um anime baseado em uma Light Novel homônima e já conta com mais de 17 volumes. A animação ficou por conta do estúdio C2C e a direção, que é um ponto forte do anime, é de Toshiyuki Kubooka (Berserk Movie) .

Elaina é uma bruxa recém-formada num mundo onde boa parte da população tem um conhecimento em magia. Porém, o titulo de “Bruxo” ou “Bruxa” não é para qualquer um.

Como de esperado, há prova visando testar as habilidades dos concorrentes (que é obrigatória a todos) e os que forem aprovados devem encontrar alguém para ser seu mestre e terminar sua graduação.

Não há restrição de idade. Mesmo assim, Elaina é uma das Bruxas mais jovens a se formar naquele mundo. Após receber seu certificado e seu titulo “Bruxa Cinzenta”, a protagonista sai em sua aventura para desbravar o mundo.

Majo no Tabitabi: The Journey of Elaina se trata de auto conhecimento e amadurecimento de uma pessoa diante às adversidades do mundo. Um lugar implacável, imprevisível e com pessoas igualmente imprevisíveis.

De fato, não há gênero melhor para explorar esse conceito. Porém, a forma com que isso foi feita e a maneira em que Elaina reage às adversidades podem incomodar um pouco.

The Journey of Elaina e o que a história tem a dizer

majo no tabitabi - várias elainas sentadas em uma mesa

Em uma aventura de verdade, o aventureiro é guiado para onde o vento o levar. Não há um objetivo, uma rota, uma missão e tão pouco restrições. E se tiver falta de senso moral, melhor ainda! Apenas a vontade de saciar sua curiosidade deve importar ao protagonista.” — Jão

A princípio, eu sou um grande fã de qualquer tipo de aventura e desventura, acredito que a obra acertou em cheio nesse ponto.

Elaina não se prende às coisas. Bem como permanece pouco tempo em uma cidade, porém o suficiente para se envolver em um evento intrigante motivado apenas pela sua curiosidade. E sua única inspiração para as viagens é um livro de infância que lhe inspirou a ser igual a autora.

majo no tabitabi - boca ensanguentada

Por muitas vezes, Elaina se acha superior às outras pessoas, levemente arrogante e acredita que tudo está sob o seu controle. Entretanto, fica evidente a falta de experiência da protagonista em resolver situações mais complicadas.

Além disso, por mais de uma vez, a protagonista deixa o problema de lado e vai embora. Simplesmente por que não é da conta dela. Esse fato não chega a ser um ponto negativo da personagem. Sua personalidade difícil e incomum só a deixa mais única e original.

Mesmo assim, acredito que em suas ocasiões, as consequências de sua omissão serão bastante severas e Elaina acabará se arrependendo de não fazer nada no passado. (Caso o contrário, eu ficarei decepcionado)

O mundo moldado em fábulas

visual de majo no tabitabi

É bastante estranho o funcionamento do mundo de The Journey of Elaina.

“O país onde todos dizem a verdade”, “a princesa sem súditos”, “A parede gravada por viajantes”, “felicidade engarrafada”… Todas essas histórias são contos/fábulas já contados uma vez. Todas as histórias são levemente familiares.

Como resultado, isso causa um efeito “eu já sei onde isso vai dar” no espectador. Pelo menos foi o que aconteceu comigo.

Dessa maneira, não será surpresa para mim se na próxima temporada tiver um episódio com a fabula do Demônio Vermelho e Demônio Azul (Naita Aka-Oni) que já foi retratado tantas vezes, em muitos animes, de forma diferente.

Anteriormente, eu havia observado durante minha Rd3, já era esperado esse tipo de narrativa. Mesmo assim, não imaginei que uma obra toda construída em volta disso seria uma experiência próxima do ruim.

Veredito final de The Journey of Elaina

Majo no Tabitabi me surpreendeu de fato. A qualidade das animações, a trilha sonora, as aventuras… Tudo está acima das expectativas de um anime cujo estúdio é praticamente desconhecido.

majo no tabitabi - Elaina desanimada

Porém, a narrativa é conveniente e expositiva quando não deveria. Além disso, para compensar os episódios excitantes, alguns são medianos para chatos, tornando o ritmo do anime um “sobe e desce” bastante inconsistente.

Sendo bem sincero, esse é uma análise bastante difícil. Não é o tipo de obra “ame ou odeie”. Mas, ao mesmo tempo, eu acredito que é cedo demais para dizer que é uma história ruim (acreditando que terá mais uma temporada). Mesmo assim, meu veredito final é “só assista se não tiver nada melhor para ver”.

Escrito por

João Bernardes

Escritor

Gamer | Mestre dos guias

Campo Grande - MS

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.
Gosta de animes e mangás? Conheça o nosso podcast!