Regra de 3

Spy x Family | Primeiras impressões

7 minutos para leitura

Em nossas RegrasDe3, os autores assistem os 3 primeiros episódios de um anime novo lançado na respectiva temporada. Após isso, eles escrevem uma análise sobre esse começo da obra, sendo uma espécie de primeiras impressões. Fique atento: a RegraDe3 é uma visão baseada APENAS nesses 3 primeiros episódios, NÃO sobre o anime inteiro.

Spy x Family é aquele tipo de anime que, ao bater o olho, você já suspeita que tem algo a mais ali. Seja por conta da popularidade do mangá, dos estúdios envolvidos na produção ou daquele seu amigo que não para de falar que o negócio vai ser “MUITO BOM AAAAA” (sim, Dudi, estou falando de você).

O lado bom é que independentemente de onde suas expectativas vieram, uma coisa é simplesmente fato: as primeiras impressões geradas por esses 3 primeiros episódios são muito positivas. Fazem jus ao hype, eu juro!

Mas bem, eu não poderia simplesmente acabar o texto sem explicar o porquê, né?

SPY×FAMILY visual oficial
  • Gênero: Ação, Comédia
  • Estúdio: Wit Studio (Shingeki no Kyojin), CloverWorks (Yakusoku no Neverland, Horimiya)
  • Diretor: Furuhashi Kazuhiro (Hunter x Hunter 1999, algumas coisas de Rurouni Kenshin)
  • Material: Mangá
  • Onde assistir: Crunchyroll
  • Novos episódios: Sábados

Espiões, assassinos e… telepatas!?

Sem dúvidas uma das coisas que mais chamam a atenção e prendem o espectador em Spy x Family é sua premissa. Curte só:

A época é como se fosse uma mescla dos anos 50 e 60 com uma pitada de detalhes dos tempos atuais, tipo algumas roupas. É um mundo ficcional, e nesse mundo, acompanharemos Twilight, um espião profissional badass que agora está incumbido da possível missão mais difícil de sua carreira: criar uma família.

loid forger de spy family

Os motivos para criação dessa família não são triviais. São motivações políticas e obscuras por trás dos panos, porém até agora o foco da história passou longe das tramas políticas, malignas e complexas (coisa que me deixa feliz, porque gostei muito do teor mais cômico que o anime entregou até agora).

Twilight, após criar uma falsa identidade (Loid Forger, psiquiatra), decide então adotar uma criança. É aí que conhecemos Anya, a menina mais fofa e carismática que você verá por aí em animes.

anya de spy family

Ela não só parece uma criança, ela se comporta como uma. Muitas vezes os animes insistem em fazer crianças parecerem adultos, ou pior: os personagens adultos tratam a criança como um adulto também. Critiquei muito isso em Mushoku Tensei. Só que tem um detalhe: ela é uma telepata, e portanto, consegue ler o pensamento dos outros.

Só que a família ideal ainda não está pronta. Afinal, para que Anya possa entrar numa escola de prestígio e a missão de Twilight continue se encaminhando rumo ao sucesso, precisamos de uma mamãe. E então, Yor é introduzida.

Bela e inocente, mas ao mesmo tempo mortal. Parecem características estranhas para estarem em conjunto, mas sem duvidas são as que melhor definem a Rosa Selvagem, codinome de Yor quando ela está em seu trabalho real: assassina profissional.

yor de spy family

Agora sim: a família perfeita

Ao acaso do destino, o destino dos dois (e de Anya) se entrelaçam, e decidem que ficar juntos é o melhor possível para seus objetivos pessoais. Mas é claro, nenhum dos 3 sabe o que o outro verdadeiramente é. Seria esse o caso se Anya não fosse uma telepata e, na verdade, sabe a verdadeira identidade de seus pais! KKKK’

anya assustada
As caras dela são as melhores

O grande ponto forte de Spy x Family

A comédia foi possivelmente o melhor gênero possível para Spy x Family. Caso você ainda não tenha assistido, reflita sobre o contexto que descrevi antes:

Temos uma menina fofa e super carismática, que não quer de maneira alguma voltar para o orfanato. Temos uma assassina meio cabeça de vento com coisas do cotidiano, mas que parece aos poucos estar encontrando um local para si. E ainda, um espião que só quer completar sua missão, mas aparentemente tem um coração meio mole e é um baita paizão.

personagens de spy x family

Tudo que precisávamos para que isso desse certo é uma boa escrita, que traga consigo um bom timing cômico. E podem acreditar, Spy x Family acerta demais nesse ponto.

As piadas entram de maneira orgânica, raramente sendo forçadas ou “japonesas” demais. Geralmente são fruto da falta de bom senso dos personagens, pois como fogem do “normal”, para nós, “pessoas normais” que estamos assistindo, tudo fica muito mais engraçado

Porem, não só disso respira a história. Além de situações legitimamente engraçadas, o anime entrega personagens muito carismáticos, o que nos faz quase que instantaneamente gostar deles. Diversas técnicas de narrativas estão presentes para isso, o que valoriza ainda mais a escrita de Tatsuya Endo, autor do mangá.

A relação dos personagens nasce por conta de seus objetivos pessoais, mas uma pontinha aqui e ali mostram para nós que teremos algo a mais. Acredito que irão evoluir cada vez mais, e possivelmente, virarão uma família de verdade mesmo. Quem sabe?

Spy x Family personagens olhando a paisagem

E ainda temos ação!

Além de tudo isso, a ação, como segundo gênero principal, também não fica para trás. As cenas em que vemos lutas acontecendo, o pau come solto, e o combate é empolgante. O que me chamou atenção foi o lado mais “realista” do anime, considerando que temos uma ésper como a Anya na história. Mas, bem, mesmo que vejamos mais sobrenatural no anime, não seria um problema. Comprei faz tempo!

O conjunto, então, é o grande triunfo de Spy x Family!

O que quero dizer, enfim, é que ao entregar personagens cativantes e divertidos, uma trama com potencial para ser complexa mas que atua mais como premissa, um timing cômico caprichado, ação empolgante e diversas situações que surpreendem o espectador, Spy x Family deixa a melhor primeira impressão da temporada, para mim.

personagens de spy family
Bom demais!

Finalizando as primeiras impressões de Spy x Family

O quentinho no coração que você sente ao assistir é de outro planeta, e você facilmente se vê preso naquele mundo querendo assistir mais, muito mais!

A vontade de pegar o mangá para ler é tremenda, porém vou me segurar por um principal motivo: a qualidade técnica está em pé de igualdade à tudo que já citei de bom nessa RD3.

O estúdios CloverWorks e Wit parecem terem juntado o melhor de suas staffs e estão entregando uma experiência excelente em termos de animação, trilha sonora e direção. Além disso, a abertura e encerramento são gotosos a ponto de vocês nunca querer pular.

Vale lembrar que enquanto a boa abertura prepara e acerta o clima do que você vai assistir, o bom encerramento encerra e deixa você no clima ideal para refletir sobre o que assistiu, para que você saia com o sentimento que o diretor de fato queria. Para mim, Spy x Family acerta em cheio nos dois, o que complementa ainda mais na hora de consumir.

Em suma, sem dúvidas, tem potencial para ser o melhor anime da temporada. Quem sabe, um dos melhores do ano. Talvez ambicioso demais falar isso apenas com 3 episódios, mas sei que o negócio é popular demais, e eu vou confiar que o Dudi não me vendeu esse anime por tanto tempo à toa. Você pode ver o anime na Crunchyroll.

E você? Qual a sua primeira impressão de Spy x Family?

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Escrito por

André Uggioni

Co-Fundador

Editor-chefe | Host do CúpulaCast

Criciúma - SC

Entre na conversa, deixe seu comentário!​

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!
Ei! Antes de você ir.
Se gosta de animes tanto quanto nós

Conheça nosso podcast sobre animes e mangás no Youtube!

Não se preocupe, ao clicar irá abrir uma nova aba. E você vai poder continuar sua leitura.

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.