Regra de 3

Tomodachi Game | Primeiras impressões

14 minutos para leitura

Em nossas RegrasDe3, os autores assistem os 3 primeiros episódios de um anime novo lançado na respectiva temporada. Após isso, eles escrevem uma análise sobre esse começo da obra, sendo uma espécie de primeiras impressões. Fique atento: a RegraDe3 é uma visão baseada APENAS nesses 3 primeiros episódios, NÃO sobre o anime inteiro.

Tomodachi Game é um anime que se você prestar muita atenção, vai perder a graça, mas tem uma proposta bem interessante.  

Na primeira vez que vi algo sobre esse anime, bati o olho na capa e imediatamente pensei “Nossa, isso deve ser bem ridículo”. O boneco que faz cosplay de bob construtor na capa destoa tanto de todo o visual que se tornou uma primeira impressão negativa. Ao ler a sinopse, percebi que era o tipo de temática que tenho interesse, mas decidi não ver. 

Isso até esse anime cair para mim no sorteio de RD3 da cúpula. Sorte a dele, não foi ignorado. Afinal, vale ou não a pena assistir Tomodachi Game?  

Tomodachi Game
  • Gênero:Jogo, Psicológico 
  • Diretor: Hirofumi Ogura (Hataraku Saibou!!, Area no Kishi) 
  • Estúdio: Okuruto Noboru (How Not to Summon a Demon Lord Ω, Ore dake Haireru Kakushi Dungeon) 
  • Material: Mangá 
  • Onde assistir: Crunchyroll 
  • Novos episódios: Terça-feira 

Sobre o que trata Tomodachi Game

O protagonista dessa história é Yuuichi Katagiri. Um menino pobre, sem familiares e trabalhador, que tenta sobreviver com sua labuta diária e suada. Para participar de uma excursão escolar com seus queridos e confiáveis, ele precisou juntar 70 mil ienes (2500 reais), assim como todos da sala dele.

Contudo, o dinheiro que foi juntado para a excursão sumiu, 2 milhões de ienes (72 mil reais) foram roubados! 

Certamente algo triste, e é mais triste ainda porque os seus amigos Shiho Sawaragi e Makoto Shibe, que são representantes de classe e responsáveis pelo dinheiro, estão sendo acusados e não aparecem na escola depois do ocorrido.  

Após serem enganados através de cartas que juntaram os amigos na frente da escola, Yuuichi e seus 4 amigos são sequestrados e convidados a participar do Tomodachi Game (ai meu deus o nome do anime). 

E olha que situação ruim, imagine-se no lugar do protagonista. Um de seus quatro amigos, não sabemos quem, tem uma dívida de 20 milhões de ienes, coisa boba, e o jogo, que tem como anfitrião o bob construtor chamado Manabu-kun, propõe a divisão da dívida para cada um. Ou seja, todos terão 4 milhões de ienes como dívida (+-145 mil reais) assim que aceitarem a participar.

Saiba que a taxa de entrada para esse jogo é de 10% da dívida, ou seja, 2 milhões de ienes. Onde será que conseguiram esse dinheiro? Meio suspeito.

A dívida pode ser quitada durante os jogos, que possuem suas regras e maneiras de vencer. Contudo, se não quiser participar, pode recusar e sair sem problema nenhum, desde que seja antes do jogo começar. O anime não especifica se precisa de todos os participantes para acontecer, mas dá a ideia de que se só um sair, o jogo é cancelado e a pessoa devendo 20 milhões continua nessa situação. Yuuchi e seus quatro amigos decidem entrar no jogo. Assim, começam os jogos. 

Qual o limite de uma amizade? 

Vou ser totalmente sincero e aberto aqui: não tem amizade nenhuma que me faça pegar uma dívida dessas. Além disso, acho que ninguém deveria se sacrificar tanto por mim. Tem tanta gente nesse mundão afora, várias pessoas para ter novas amizades e não ter dívidas, sabe…

Cada um tem sua própria personalidade, a minha é um pouco menos aberta a esse sentimentalismo.  

Mas anime é anime né, é claro que a força da amizade funciona em um momento desses, afinal, amigos são confiáveis, correto? Errado. Mas isso todo mundo esperava.  

personagens de tomodachi game sendo amigos
kkkkkkkkkkkkkk

Parafraseando o anime “Pode haver amor incondicional, mas não existe amizade incondicional”. À medida que a história anda, a situação fica mais difícil para o grupo, até mesmo no primeiro jogo, onde as traições começam. 

Mas… trair alguém e puxar o tapete do amigo faz sequer sentido nessa situação? Todos os cinco deliberadamente decidiram arcar com a dívida de 4 milhões em prol da amizade, então é bem incoerente eles tentarem tirar vantagem logo no primeiro jogo, onde não há discussão ainda. O coração deles mudou bem rápido. 

Até entendo a intenção do autor de mostrar a hipocrisia dos humanos e isso pode até passar batido por quem vê o primeiro episódio, porque a história te leva de uma maneira que você não acaba percebendo. Contudo, isso não aconteceu comigo, passei a segunda metade do primeiro episódio inteiro pensando que nada daquilo fazia sentido.  

Fico em dúvida se eu sou diferente ou se o meu modo de pensar é o normal. O que eu estou tentando dizer é: o anime provavelmente é coerente ou não dependendo da ética do telespectador.

Se fosse comigo, ficaria era com raiva de quem roubou o dinheiro da excursão e ainda tentou empurrar uma dívida para mim, mesmo sendo melhor amigo. Mas talvez o normal seja concordar com o jogo de início e perceber que mudou de ideia depois. 

Mas qual o limite de uma amizade? A deles provavelmente é quando a situação fica financeiramente ruim. Cada um tem seu limite e isso deve influenciar no quanto os personagens são compreensíveis.  

Os jogos do jogo do amigo

Acho que para entender melhor se vale a pena ver ou não, preciso explicar os jogos. Vou evitar explicar demais, igual fiz na introdução da história, porque é cansativo e não quero perder nosso precioso tempo. Vou fazer igual o anime fez e listar as regras na tela. 

regras de um dos jogos de tomodachi game

Para poupar tempo, entendo a preferência de só jogar informações na tela. Acredite ou não, mas eles fizeram isso até para explicar a personalidade de cada personagem. Usamos o streaming, então parar e ler não machuca tanto quanto ver ao vivo na televisão. Não é um incômodo pausar algumas vezes, na verdade, eu costumo fazer isso para prestar mais atenção nos detalhes de uma cena. 

O problema não é nem esse, o problema é que alguém traduziu errado. 20 milhões deveria ser 2 milhões; 4 milhões deveria ser 400 mil ienes. E não foi só nessa situação, todos os 3 episódios que vi tiveram uma tradução equivocada. Tive que caçar o mangá para saber as regras reais e conseguir entender o que estava acontecendo. Por enquanto a Crunchyroll não está nos patrocinando, então posso apontar esse fato negativo e reclamar bastante hahahaha. 

Os jogos na verdade são bem interessantes, o que é ótimo! O anime vende majoritariamente a proposta de “mind game” e consegue alcançar as expectativas de quem espera por isso. Os jogos possuem regras interessantes, são criativos e o protagonista consegue surpreender com decisões que viram o jogo.

O que é tudo que eu queria! Afinal, eu gosto de tentar descobrir o que está acontecendo na cabeça dos personagens e qual seria a maneira ideal de concluir o jogo. Ser estimulado mentalmente me faz ficar investido na história. 

E não, não irei explicar cada regrinha dos jogos. O primeiro parágrafo desse tópico era só uma piada. Não quero explicar porque seria bem chato de ler, o melhor é assistir e entender por si. Apenas reafirmo que são jogos que me cativaram. 

E como é a produção de Tomodachi Game? 

Mediana, razoável, medíocre, etc. Não tem cenas exageradamente boas, nem cenas ruins. O anime entrega o básico e raramente foge muito disso. A direção consegue trazer mais drama e mistério à cena, mas a animação não é o ponto forte da produção. 

A computação gráfica no Bob Construtor… até que eu gostei também. Como eu disse no começo, ele se destaca muito do restante, e acaba sendo um cômico por isso. Logo se acostuma com ele.  

manabu-kun de tomodachi game
O tanto que eu ri aqui…

Sobre a adaptação… não vou poder falar com tanta propriedade já que não sou um leitor do mangá. Mas pelo que eu vi, o material original está sofrendo vários cortes para ser adaptado.

Cortes inclusive que acabam trazendo novamente uma incoerência para a história, porque tem um momento no episódio 2 que a conta matemática não bate porque uma informação foi omitida. Dessa vez a culpa não é sua, crunchyroll, fica tranquila. 

Eu não ligo de ver animes com um ritmo mais rápido que “profanam” o mangá. Uma adaptação pode sim inovar e trazer uma visão diferente, o diretor deve decidir o que importa ou não. Mas mudar ao ponto de comprometer a informação não é muito legal. Se isso não acontecer de novo, não é um problema. Fico até curioso para ler o mangá desde o começo. 

A opening e ending são muito boas, em questão musical e principalmente visual. Vou deixa-las abaixo para vocês verem. Eu realmente gostei delas, é outro ponto positivo junto com os jogos. E elas dão vários foreshadows (algo como previsão do futuro) do que deve acontecer e do passado dos personagens, o que me estimula a ver mais para descobrir a verdade da história de cada um. 

Os personagens são uma tábula rasa, prontos para serem preenchidos!

A propósito, eu não falei nada dos personagens, né? A princípio eles são planos, sem nada a oferecer, mas como disse, parece que cada um tem um passado a ser explicado. Até agora, algumas revelações foram feitas, principalmente no terceiro episódio, e eu comprometeria a experiência se eu falasse delas. A propósito, nenhum personagem me cativou ainda, então só tenho esperanças mesmo.

Provavelmente os personagens irão mudar bastante depois, tenho essa impressão. Além disso, quero conhecer melhor cada um e desejo que a fachada de amigo bonzinho caia de pouco a pouco. Sei que é tudo fingimento! Podem me cobrar, até o final do anime, os cinco irão perder a sanidade e se tornarão outras pessoas.  

Se a mudança será positiva ou negativa? Tenho medo de todos virarem edgys, mas é melhor que serem sem graça, não? 

protagonista de tomodachi game sendo edgy

Bom, talvez ser sem graça seja melhor que uma frase dessas com esse rosto.

Essa é a cena mais hilária do anime, ela não tem contexto plausível para ser explicada e pode até ser ignorada (sério!). Não queria acabar o texto sem deixa-la aqui. Curiosamente, coisas desse tipo não se repetiram. Vai entender o que se passa na mente de quem escreveu. 

Conclusões sobre Tomodachi Game 

Tomodachi Game é, sim, interessante, e vale a pena pelo menos três episódios do seu tempo. Não tem uma produção acima da média e provavelmente a tradução vai te deixar perdido, mas os jogos, que são o principal objetivo do anime, são bem interessantes. Gosto de mistério psicológico e o anime atingiu minhas expectativas.

A opening e a ending também dão mais força para você continuar a ver. 

Eu vou continuar vendo até o final porque quero saber o desenrolar da história. E talvez eu leia o mangá, para me aprofundar um pouco mais e saber quais informações foram retiradas. 

O que achou? Vai assistir ou não?

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Escrito por

Sólon

Estudante

Campos dos Goytacazes - RJ

Entre na conversa, deixe seu comentário!​

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!
Ei! Antes de você ir.
Se gosta de animes tanto quanto nós

Conheça nosso podcast sobre animes e mangás no Youtube!

Não se preocupe, ao clicar irá abrir uma nova aba. E você vai poder continuar sua leitura.

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.