Análise

Ore wo Suki Nano Wa Omae Dake ka yo (Oresuki) é bom? | Crítica

Oresuki, embora seja apenas um anime de comédia, possui um roteiro incrível
10 minutos para a leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Antes mesmo de assistir Oresuki, sempre via algumas coisas isoladas desse anime pela internet. Inclusive, o que mais era difundido eram seus memes relacionados com um “banco de praça”. Todavia, após assistir Oresuki, tudo fez sentido para mim. Além disso, a história é bastante interessante e boa.

Oresuki é um anime do estúdio Connect. A obra teve 12 episódios. Uma segunda temporada foi cogitada, entretanto, sem sucesso. Porém, recentemente foi lançado um OVA finalizando a história do anime.

Embora seja uma animação com foco em uma comédia romântica e também com uma pitada de harém, ele disserta sobre assuntos bastante relevantes e tem vários elementos presentes ali na narrativa que são legais.

Sobretudo, melhor do que eu falar que há essas coisas em Oresuki, é eu apresentar elas para vocês. Então, afinal, do realmente se trata esse anime?

O protagonista de Oresuki e seu alter ego

Esse é um dos pontos que me chamou a atenção em Ore wo Suki Nano Wa Omae Dake ka yo. Inicialmente temos a apresentação de Amatsuyu Kisaragi, o protagonista da série. Ele aparenta ser apenas mais um daqueles personagens genéricos de anime de comédia romântica.

Entretanto, mais para frente é revelado seu verdadeiro eu. E digamos que ele é um pouco “maligno”. O anime alterna entre o Kisaragi bonzinho e o do mau. Porém, não se trata de ser exatamente “perverso”, mas sim de “querer conquistar garotas”.

personagem principal de oresuki

A versão bondosa dele foi uma pseudo identidade criada pela verdadeira apenas para conseguir se aproximar mais das garotas. Ele acreditava que o segredo para conquistar meninas era ser uma pessoa amorosa e gentil.

Porém, ao perceber que isso não surtia efeito, ele revelou quem realmente era. E esse é o primeiro plot twist de Oresuki, que, por sinal, é maravilhoso. Ao longo da história serão introduzidos inúmeros outros. Pode-se dizer que esse anime é construído com base em plot twists cômicos.

O banco de praça opressor!

Eis aqui o famoso banco de praça da opressão.

Eu o via bastante em memes, sobretudo no Facebook. Ele é considerado um dos maiores vilões dos animes. Inclusive, no cast sobre os vilões dos animes, esse banquinho precisava estar na lista. Fica a dica para uma possível parte dois!

Os acontecimentos que permeiam a história deste banco está muito associada com a vida do protagonista e de como ele esperava que as coisas acontecessem. Basicamente, resumindo os eventos, esse banco aparecia em todos os momentos de confissão de garotas para o Kisaragi.

Ele acreditava que essas confissões seriam sobre ele. De como elas gostavam dele a bastante tempo e que queriam namorá-lo. Entretanto, ele não esperava que fosse totalmente o oposto. Elas chegavam até ele para confessar o amor que sentiam pelo melhor amigo dele. Que mancada!

ooresuki e o banco de praça

Sobretudo, em todas as vezes que o banco surgia na tela, era certo o que estava por vir em sequência. As caras e bocas que surgem após as várias confissões são hilárias. Fazem valer o título de “anime de comédia romântica”. Por fim, se você já assistiu Grand Blue, imagine algo como aquilo, mais ou menos.

Inclusive, gravei um vídeo comentando sobre este anime. Caso queira assistir, o vídeo vai estar logo abaixo:

A bibliotecária analítica de Oresuki

Após se desiludir com todas as garotas que ele acreditava ter uma chance, Kisaragi se vê sendo notado por uma garota que trabalhava na biblioteca da escola. Todavia, ela não chamava nem um pouco sua atenção. É aquela história: “Quem eu quero, não me quer. Quem me quer, não vou querer.”

E sim, fiz menção de uma música sertaneja numa crítica de anime.

mais um personagem com alter ego em oresuki

Todavia, a bibliotecária escondia algo que nem Kisaragi, nem mesmo nós, telespectadores, estávamos esperando. Ela também possui um alter ego. Ela se disfarçava de bibliotecária, usando aquelas roupas de senhora e óculos quadrado, porém, na verdade, era muito bonita.

Sobretudo, mais do que beleza, ela também era detentora de uma análise comportamental absurda. E isso vai ser muito importante para o desenvolvimento do enredo.

Por fim, se quiserem saber como isso vai ser aplicado na narrativa, sugiro que assistam ao anime. Não vou contar tudo aqui.

Fanservice (controlado) em Oresuki

Algumas pessoas detestam a ideia de elementos de conotação sexual serem inseridos nos anime de forma totalmente desnecessária. E se você é uma dessas pessoas, fique tranquilo que em Oresuki o fanservice é ameno.

Não é que não exista. Eles estão ali em determinados momentos. Todavia, não são tão desagradáveis ao ponto de desviar o foco principal. Algumas pessoas poderiam até dizer que é um fanservice necessário. Vai saber.

A quebra da quarta parede e interação com a audiência!

Mais um ponto que me chamou muita a atenção em Oresuki: o próprio protagonista zoa a si mesmo em muitos momentos da história, rindo de seus próprios fracassos. Também há o fato dele mencionar acontecimentos de episódios anteriores, porque… Bem, por que não?

Além disso, em vários momentos é inserido o fator de conversa com o telespectador. Isso é simplesmente muito bom.

Além de acompanhar os eventos, isto também, faz com que nos sintamos parte da história. E por isso o anime já ganhou +10 pontos comigo.

Complexo de inferioridade e a falta de objetividade na vida

Talvez este tenha sido a parte que o anime explorou que mais me chamou a atenção. A comédia é boa e os personagens são carismáticos, porém, acima de tudo, a forma como o anime trabalha as questões introspectivas do protagonista é algo que vale muito a pena dar atenção.

E aqui, portanto, mais uma vez, temos o auxílio de pessoas para poder nos ajudar a superar traumas e rompermos barreiras. Recentemente escrevi um texto sobre Sangatsu no Lion, que tem uma premissa praticamente similar.

Aliás, você também pode ouvir o podcast que gravei sobre a animação. Dessa forma, você compreenderá melhor essa ideia. Então ouça se puder!

Oresuki possui uma boa construção de roteiro

Ademais, esse anime me chamou bastante atenção não somente pela comédia bem aplicada, ou pelos momentos impactantes, mas sim, sobretudo, por trabalhar todos estes temas de forma fluida.

Principalmente abordando questões mais existenciais, como o próprio drama do protagonista. Por fim, por esses motivos, Oresuki é um anime que eu recomendo. Ele tem um pouco de tudo presente na narrativa.

Finalizando…

Se está a procura de um anime relaxante, de comédia e que também desenvolve em cima de temas importantes, este aqui é uma ótima recomendação para você. Realmente é um anime que vale a pena.

Ademais, recentemente saiu o OVA que finaliza a história (que ficou em aberto no final da primeira temporada).

Entretanto, ainda não tive a oportunidade de assistir. Mas, quem sabe eu assista e trago um texto aqui para finalizar a história deste anime?! Vamos ver…

Por fim, deixa nos comentários a sua opinião sobre esta animação, caso já a tenha visto (caso não, diga também se dará chances para ela). Além disso, se tiver visto o OVA e quiser comentar algo, SEM SPOILERS POR FAVOR, sobre como foi o desenvolvimento do anime, fique à vontade.

Escrito por

Welerson Silva

Jornalista e Escritor

Youtuber | Escrita cabeçuda

Brasília - DF

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!
Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.