Análise

The God of High School é mesmo bom? O que esperar do anime?

The God of High School é mesmo bom? O que esperar do anime?
8 minutos para a leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Enfim teremos o tão esperado por muita gente: o anime do manhwa The God of High School.

The God of High School é uma webtoon da Coréia do Sul criada por Yong-je Park e foi publicada pela primeira vez em 8 de abril de 2011.

Essa webtoon, foi uma das primeiras a receber uma tradução oficial em inglês no lançamento do site e aplicativo Line Webtoon, em julho de 2014.

Deste ponto em diante The God of High School foi ganhando cada vez mais notoriedade chegando a receber um jogo para celular juntamente com uma animação em vídeo e trilha sonora original para promover o jogo:

Foge um pouco do tema desse texto, mas caso você tenha interesse em instalar o jogo no seu celular, pode clicar aqui para pegar no Google Play e aqui na Apple Store. De nada!

Agora, esse título receberá uma adaptação para anime pelas mãos do competente estúdio MAPPA, que entregou ótimos títulos da atualidade como Dororo e Banana Fish, e agora está fazendo Dorohedoro.

The God of High School é raso, mas isso não é um problema

The God of High School conta a história de uma organização misteriosa que está enviando convites para cada lutador habilidoso da Terra para que os mesmos participem de um torneio. Quem vencer, poderá ter qualquer coisa que desejar, além é claro de ter o título de ”The God of High School”.

Realmente a premissa é bem simples, e por isso essa webtoon é a personificação do shonen de batalha.

O autor em muitos momentos, dá a entender que o mesmo não sabe ao certo qual caminho tomar. Ao meu ver, Yong-Je Park tinha o escopo da história, mas como desenvolver ela e as relações entre os personagens era o desafio.

The god of High School One Piece
Essa imagem ilustra bem meu ponto de vista sobre o manhwa

Não espere uma história bem desenvolvida e cadenciada como Tower of God, outro manhwa que irá ganhar uma animação original da Crunchyroll. Aqui, o foco é outro mesmo.

Mas essa falta de substância na história não chega a ser um problema, visto que a proposta inicial é entregar o famigerado anime de lutinha shounen de batalha. E isso ele entrega com louvor.

Ao meu ver, o real problema está no ritmo da história.

Hora bem lento, como o próprio torneio, hora corrida, como os laços de amizade criado entre os personagens principais, Jin Mo-ri, Han Dae-Wi e Yu Mi-Ra, em um certo casamento. Fora as tramas paralelas com o intuito de fazer, nos leitores, acreditarmos nas motivações dos personagens.

A ideia base é o confronto de lutadores das mais diversas artes marciais do mundo, como o jiu-jitsu brasileiro, karate, tai-chi-chuan e até mesmo um taekwondo norte-coreano.

Todavia, não demora muito para a arte marcial em si ser deixada de lado e abrir espaço para os mais diversos poderes.

Sobre os personagens do manhwa

The God of High School tem arquétipos clássicos de animes e mangás que vemos comumente.

Basicamente são personagens com características simples, facilmente reconhecíveis, sendo que para aqueles mais experientes fica fácil até mesmo prever o possível desenvolvimento daquele personagem.

Digo isso com base nas primeiras duas partes do manhwa que possivelmente será o arco a ser adaptado no anime.

Jin Mo-Ri

É o tipico Luffy, se faz de besta, mas que de besta não tem nada. Sua bondade e inocência podem ser facilmente confundida como fraqueza por alguns, mas na verdade é uma de suas de suas principais forças.

Seu forte senso de justiça somado ao seu ”poder do protagonismo” o torna um lutador imbatível.

Jin Mo-Ri sorrindo

Han Dae-Wi

O sério do grupo. Sempre pautado na razão, e não na emoção. Sua força de vontade de ser forte e proteger aquilo que ele acredita o tornam um lutador inabalável.

Han Dae-Wi Sério

Yu Mi-Ra

A obstinada. Yu Mi-Ra é a sensata, além de ter se tornado o elo de amizade entre os protagonistas.

Sua força vem da prática incessante da técnica, mas ainda tem um ”q” faltando e ela precisa descobrir para ser uma das maiores lutadoras de The God of High School.

Yun Mi-Ra colocando o punho fechado para frente

Além desses, existe uma porrada de personagens secundários. A ideia desse artigo não é entrar em aspectos narrativos, porém é notável a inserção de muitos personagens que dificilmente acabam por ter um desenvolvimento adequado.

Capa com diversos personagens The God of High School

Outro fator agravante neste caso, são os nomes, não apenas de personagens, mas de lugares, grupos, províncias etc., que dificilmente você irá conseguir gravar tão cedo.

Nome impronunciavel The God of High School
Faltou empatia do autor para com nós ocidentais

As lutas em The God of High School

Algo que me incomodou um pouco no manhwa é a crescente escala de poder dos personagens.

Não demora 20 capítulos para alguns personagens passarem de simples lutadores para pessoas com poderes capazes de destruir um ringe inteiro com apenas um golpe.

Dae-Wi fazendo seu ataque punho Basaltico

Mas, novamente, para a maioria das pessoas isso não vai ser algo que possa incomodar, visto que essa mudança deixa potencialmente mais interessante todas as batalhas.

O manhwa em si tem um traço bem simples, poucos backgrounds e uma paleta de cores diferente do que a maioria está habituado.

Acredito que The God of High School terá uma animação muito parecida com a de Tower Of God, pois é um traço que condiz com a proposta do manhwa e respeita a essência do material base.

Dito isso, não espere nada como Solo Leveling ao ler esse manhwa, em termos de ”qualidade popular”. E acredito que o anime também não será assim.

Há claramente momentos inspiradíssimos do autor, impondo uma marca própria ao ilustrar cenas de ação que são muito autorais.

Cena de Luta The God of High School

A soma de poderes divinos + arte marcial deixa tudo muito interessante, abrindo um leque de oportunidades para o autor esbanjar criatividade, mesmo em certos momentos os poderes lembrar (e muito) os ”stands” de JoJo’s Bizarre Adventure.

Juiz Q mostrando seu real poder uma espéci de coriga invisivel segurando uma foice Stand The God of High School

Afinal, o que esperar do anime de The God Of High School?

Resumidamente: não espere nada que o sucesso vai ser garantido!

Porém, se for para esperar algo, espere um anime de luta convencional, em que a história e o desenvolvimento de muitos personagens são fatores secundários, pois pouco importam para o entretenimento.

O foco aqui vão ser as lutas! Com certeza você deve esperar lutas incríveis e cenas memoráveis. No mais, o que vier será lucro.

The God Of High School tem tudo para ser um dos novos megahits da geração, pois, além do manhwa de ter quase 500 capítulos atualmente (e contando), os personagens, querendo ou não, são carismáticos, os poderes ficam cada vez mais absurdos e as cenas de luta tem tudo para serem épicas.

O estúdio MAPPA sempre nos entrega animações de pelo menos qualidade mediana, sendo assim, espero que seja algo pelo menos no nível aceitável para um anime com tanta ação. Mas claro que não irei esperando algo nível Demon Slayer ou OnePunch man.

E você, tem expectativa para esse anime que está chegando? Já leu toda obra e tem algo para complementar? Vamos continuar esse papo nos comentários.

Escrito por

Pedro Bernardes

Profissional de Educação Física

Cult | Atleta | Leitor compulsivo

Belo Horizonte - MG

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Gosta de animes e mangás? Conheça o nosso podcast!