Especiais

Entrevista com Guto Nunes, youtuber brasileiro focado em BL (boys love)

13 minutos para leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Mais uma entrevista aqui na Cúpula do Trovão! Dessa vez, resolvemos ir atrás de outra plataforma, o Youtube! Iniciamos, então, o contato com o Guto Nunes, youtuber, lá pelo twitter. Passado um tempo, resolvemos convidá-lo para uma entrevista, pois achamos que o Guto pode servir de inspiração para muita gente, e também queríamos conhecê-lo melhor.

Mas por que o Guto Nunes, então?

Porque nós aqui valorizamos demais o respeito dentro da comunidade, e, também, o respeito dentro dos animes e mangás. E o Guto também segue a mesma ideologia, sempre pregando muito respeito e qualidade em seu conteúdo.

guto nunes de teemo sorrindo com os braços para o lado

A ideia do papo foi entender como ele começou no mundo dos animes, como é ter o (possivelmente) maior canal de Youtube brasileiro focado em conteúdo BL (boys-love), e também, a opinião dele sobre outros assuntos relacionados à otakusfera.

Tudo encaixou ainda mais perfeitamente ainda quando descobrimos que o Guto Nunes mora numa cidade vizinha aqui da nossa (pelo menos, dos membros fundadores da Cúpula)! A entrevista foi via internet, claro, mas facilita o contato, né? Fora que ele foi super receptivo e gentil!

Se ainda não conhece ele, você pode dar um pulo por lá para ter uma noção de quem ele é!

Aproveitem o papo!

Início do papo: quem é o Guto Nunes?

1) Como você conheceu animes e mangás, e quando virou algo que você gosta muito?

Eu acho que eu entro naquele grupo gigantesco de pessoas que cresceu assistindo os animes na TV Aberta.

CDZ, Digimon, Sakura Card Captors; essas coisas fizeram parte da minha infância. Quando fui crescendo fui me interessando pela cultura de animes e mangás, buscando informações e coisas diferentes.

Eu gosto muito de como esse universo traz possibilidades, como tanta coisa pode ser explorada, tanto pode ser criado. E claro, tem muita memória afetiva junto disso tudo que preserva o meu carinho.

Um pouco mais sobre o Guto

2) Agora, relacionado com a origem do canal do Youtube. O que levou você a iniciar sua jornada na plataforma? Quais foram suas inspirações e motivações?

Desde pequeno eu era encantado com a ideia de “produzir conteúdo”; acreditem se quiserem, mas eu tive um blog razoavelmente popular de fanfic de Pokémon quando eu tinha uns 12 anos.

Mas, só em 2012, quando eu fiz alguns amigos que já viviam disso que eu tive noção de como isso poderia ser levado de forma tão séria. Então, eu comecei a “sonhar” com essa possibilidade.

Graças a um empurrão do meu esposo eu comecei um canal com a minha amiga Jéssica (falava de cultura pop em geral), quando ela engravidou eu fiquei sozinho com o canal e mudei o nicho dele para o que se tornou hoje.

Com certeza o Gui e a Jéssica foram o ponta pé para o projeto sair do papel. E também a Bel Rodrigues, uma amiga minha (atualmente maior youtuber literária do Brasil).

Lembro de uma conversa que tivemos que foi um grande gatilho para eu criar coragem; e claro ela é um das minha grandes inspirações sempre por toda responsabilidade com a qual produz. Dentro no nicho de animes e mangás, acho que o Bunka Pop sempre foi minha maior inspiração.

Sobre o canal do Youtube do Guto Nunes

3) Seu canal é, majoritariamente, sobre Boys Love, certo? Mesmo pesquisando, é bem difícil encontrar canais que tratam esse assunto como tema principal. De onde veio a motivação para tornar esse tipo de obra seu foco?

Inicialmente a ideia era que o foco fosse animes e mangás padrões mesmo.

Mas em determinado momento eu falei sobre alguns BL e simplesmente meu canal deu muito certo com esse conteúdo e eu vi uma oportunidade.

BL é algo que eu consumo a mais de 10 anos, que eu amo consumir e, sendo assim, eu simplesmente consegui unir o útil ao agradável. E junto disso, veio a perspectiva de que falta conteúdo “responsável” sobre BL no youtube brasileiro.

Com o tempo o BL se tornou uma marca registrada do meu canal e eu fico muito orgulhoso de pensar dessa forma e no espaço que eu estou dando a essas obras.

Opinião do Guto sobre a “otakusfera”

4) Como é produzir conteúdo para o nicho otaku aqui no Brasil? Quais as maiores dificuldades que você enfrenta no seu dia a dia? Existe preconceito devido à sua orientação sexual, ou talvez por seu conteúdo não ser “mainstream”?

Eu não tive grandes problema com o meu conteúdo até hoje em dia. A comunidade dos criadores de conteúdo otaku aqui é bastante amigável e receptiva.

De forma geral, todo mundo se conhece e se apoia. Preconceito quando produzo conteúdo sobre BL eu nunca recebi, pois é muito direcionado então é “suave”.

Quando eu falei do que era genérico, do shounen padrão de lutinha, eu tive algumas incomodações. O de sempre, pessoas que são fãs e que não aceitam críticas as suas obras favoritas; donos da razão; acho que todo mundo passa por isso criando conteúdo.

Quanto a minha orientação sexual foram poucas vezes, mas eu uso isso sempre como forma de me fortalecer, eu sou gay e eu quero que saibam que tem gay no youtube falando de anime, de mangá; e, além disso, falando sobre animes e mangás sobre gays.

Sobre criar conteúdo para o Youtube

5) Com o seu tempo entregando conteúdo você sentiu mudança no fandom de BL, ou em como as pessoas recebem esse gênero?

No fandom nem tanto. Eu vi muita mudança nesses mais de 10 anos no fandom, mas não durante meu tempo criando conteúdo.

Eu vejo nas outras pessoas, as de “fora”, que muitas começaram a conhecer agora por causa de obras como Given, que ficaram populares no mainstream.

Capa-de-analise-given

É bem gratificante ver obras BL assumindo um espaço onde recebem tanta atenção e popularidade. Assim como algumas editoras dando mais atenção à algumas obras. A NewPop trazendo Given e JOY Second é um exemplo claro disso.

6) Você tem alguma opinião do que poderia ser feito nas obras (ou por produtores de conteúdo) que ajudaria esse gênero alcançarem um público maior?

A única coisa seria dar espaço as obras nas plataformas mainstream, isso ajudaria o gênero. Buscarem obras para produzirem, tem muita coisa que é excelente no meio BL e que as pessoas nunca vão descobrir, mas isso vem melhorando, Saezuru Tori wa Habatakanai e Umibe no Etranger são dois animes longa metragem para 2020 que representam bem isso.

7) Quando você enfrenta um bloqueio mental de produção, você costuma fazer o que para ter ideias de vídeos?

Nessas horas eu sou um péssimo produtor de conteúdo! Eu não tenho uma rotina e nem como lidar com isso direito. Quando isso acontece eu vou fazer qualquer coisa aleatória fingindo que ta tudo certo na minha vida esperando se resolver sozinho HAHAHAAHA.

Mas de forma geral, eu tento assistir algo que não seja anime e nem ler mangá, jogar alguma coisa. Buscar obras fora da minha zona de conforto também costuma ajudar, as vezes eu até consigo produzir algo com essas coisas e acabo unindo o útil ao agradável.

Momentos importantes e recomendações do Guto Nunes

8) Qual foi o acontecimento mais importante na sua jornada como Youtuber?

Sem dúvida nenhuma participar da transmissão do Anime Awards BR 2020, organizado pelo Anime Crazies e Bunka Pop. Além disso, eu apresentei o prêmio de melhor romance que Given levou e de melhor husbando que o Mafuyu (de Given) levou.

Anime Awards BR release
Conheça!

9) Qual anime ou mangá (ou webtoon) que você assistiu/leu que, para você, teve a melhor representatividade LGBTQ+?

Aqui eu particularmente gosto de fugir dos BL. Eu sempre digo que pra mim, a representatividade em animes e mangás é poderosa quando você encontra algo naturalizado e saudável em um ambiente que não é comum, como animes e obras não-BL.

Então, nessa perspectiva, eu gosto muito de citar Yuri!!! on Ice (2016) e Sarazanmai (2019), que tinha o casal Reo e Mabu. Não diria que são os melhores, mas nessa perspectiva de representatividade são bons exemplos que vieram na minha cabeça no momento.

São retratados de forma natural, saudável e longe de estereótipos que costumam ridicularizar a comunidade LGBTQ+, além de estarem inseridos em obras que não tem o romance homossexual como plot principal.

10) Recomendações! Quais seriam os títulos mais legais (não necessariamente com melhor representatividade) que você já falou lá no seu canal, na sua opinião?

Em anime, Given e Doukyuusei. Em mangá JOY, que foi lançado no Brasil e já tem JOY Second vindo aí; Doushitemo Furetakunai, é uma obra que durante muito tempo foi a minha favorita entre os BL.

Life: Senjou no Bokura, eu fiz um vídeo recente, é uma obra super emocionante, e que entra no meu top com certeza. E se formos falar de “não BL” assistam Sarazanmai, Banana Fish e Hoshiai no Sora, essas obras merecem todo reconhecimento do mundo!

Planos futuros do Guto

11) Por fim, quais são seus maiores desafios atualmente e o que desejaria alcançar em um futuro próximo ou distante com seu trabalho?

Honestamente, a questão financeira é meio maior desafio. Ela pode ser muito frustrante, mesmo sabendo que eu estou na fase de crescimento em que isso é normal.

Em um futuro (espero que não muito distante hahah) eu quero que todo esse esforço seja reconhecido, que eu ajude a tornar saudável o ambiente para quem gosta de BL; quero que de alguma forma outras pessoas da comunidade LGBTQ+ se sintam seguras e acolhidas no meu trabalho.

Não é como se quisesse me tornar “ícone de representatividade” no meio otaku, mas se, de alguma forma, pessoas se sentirem impulsionadas ou representadas com isso eu vou definitivamente me sentir muito orgulhoso do que estou fazendo.

Finalizando a entrevista com Guto Nunes, youtuber

Bom, nessa sessão, assim como fizemos com a Cah Poszar quando entrevistamos ela, e também com a Jennifer Maurer, gostaríamos de deixar um agradecimento coletivo por parte da Cúpula do Trovão para o Guto Nunes, porque, além de muito receptivo e gentil, contribui demais para o meio otaku ser cada vez mais saudável.

Fora que, claro, ele também leva animes e mangás a sério, como merecem, Igualzinho a gente aqui.

Muito obrigado para quem leu, e muito obrigado pela chance, Guto!

Não deixem de dar uma conferida no canal dele caso ainda não conheçam! Se gostarem do conteúdo, sigam-no! Ele manda bem e é divertido!

capa do youtube do guto nunes

Até mais!

Escrito por

André Uggioni

Fundador

Vendedor | Prolixo

Criciúma - SC

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Ir para o topo