Em nossas RegrasDe3, os autores assistem os 3 primeiros episódios de um anime novo lançado na respectiva temporada. Após isso, eles escrevem uma análise sobre esse começo da obra, sendo uma espécie de primeiras impressões. Fique atento: a RegraDe3 é uma visão baseada APENAS nesses 3 primeiros episódios, NÃO sobre o anime inteiro.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Você já se imaginou acordando “no futuro”, sem lembrar de quem você foi nos últimos anos? Não lembrar de nada que aconteceu, de amigos, da escola, de eventos, nem mesmo de grandes conquistas, como ganhar um grande campeonato de um esporte que você supostamente ama, mas, que nem lembra mais as regras do tal esporte? Bem, essa é a história de Minato, protagonista de Re-Main, novo anime original do estúdio MAPPA.

Para mim, tem potencial de sobra nesse conjunto aí. Entretanto, o mesmo tanto que esse potencial me hypa, ele me preocupa, porque o ritmo é lento o suficiente para justificar a nota meia bomba que ele tristemente ostenta no MAL.

Mas bem, será que Re-Main vale seu tempo? Vamos mergulhar nessas primeiras impressões juntos.

Re-Main visual oficial
  • Gênero: Esportes, Escola
  • Estúdio: MAPPA
  • Material fonte: Original
  • Episódios: 12 (perigoso…)
  • Diretor: Nishida Masafumi e Matsuda Kiyoshi
  • Novos episódios: Domingos
  • Página do anime na Cúpula e no MAL

Uma premissa interessante + MAPPA = sucesso garantido para Re-Main?

Em Re-Main, como antes comentei, acompanha a história de Minato, um jovem garoto que ao final de seu ensino fundamental sofreu um acidente complicado que o deixou em coma por muitos meses (não me lembro agora, mas pela sinopse foram 203 dias). Porém, quando acorda, o garoto não tem recordação alguma de seus últimos 3 anos.

Minato de Re-Main no Hospital

Não triste o suficiente, Minato não só esqueceu de 3 anos genéricos e chatos. Por exemplo, se acontecesse comigo naquela idade, eu teria apenas esquecido 3 anos de frustrações amorosas, muito anime e bastante League of Legends. Minato, na verdade, esquece de algo muito importante para ele. Talvez uma das coisas MAIS importantes para ele: sua jornada como jogador de polo aquático.

Minato segurando troféu no anime

A treta é que ele era bom. Muito bom. Mas ele não lembra de nada, desde as regras mais básicas do esporte até seus antigos companheiros de time.

Minato sendo abordado no hospital

No começo da história, Minato começou a se perguntar se ele vai mesmo voltar a jogar, já que ele havia perdido todo seu “talento”. Mas, bem, todo mundo sabe que ele volta a jogar, né? Se volta a jogar bem, ai é outra história.

Ele está péssimo. Mas, logo, se junta novamente ao time de polo aquático de sua nova escola (afinal, agora ele está no ensino médio!). Acontece que o time é bastante ruim, igual o “novo” Minato.

Portanto, em Re-Main, aparentemente, acompanharemos a re-jornada de Minato, agora junto de outros colegas, para recuperar sua paixão e habilidade com polo aquático. E a parte boa é que na condução da parte técnica temos, mais uma vez, o estúdio MAPPA, que vem entregando obras de qualidade altíssima nos últimos anos (pena que às custas da saúde física e mental de seus colaboradores).

Personagens secundários de Re-Main
O novo time!

Ainda não entendi, onde está todo o potencial que você viu, André?

Bem, sinceramente, o primeiro principal motivo é que a premissa por si só já tinha chamado bastante minha atenção. Anime de esporte que eu não conheço + MAPPA já são 2 fatores que, por si só, me levariam a assistir o anime. Poderia ser de QUALQUER anime de esporte, porque eu amo quase qualquer anime de esporte.

E o segundo principal motivo é porque eu já assisti Run With the Wind. Você já?

Elenco principal de Run With the Wind, reunido para trienamento
Personagens de Run With the Wind

Caso sim, tenho certeza que você me entendeu. Caso não, vá assistir. Mas para vocês não ficarem boiando, basicamente, Run With the Wind é um anime de 2018 que mexeu com meu coração. É um anime de esporte de corrida/maratona, porém, o esporte está ali muito como “ferramenta” para desenvolver todos os personagens JUNTOS.

São 10 personagens no grupo de corrida, e na boa, todos são muito bem trabalhados. E em Re-Main eu senti uma vibe muito Run With the Wind. São expectativas minhas? Sim. Posso quebrar a cara? Sim.

Mas eu não consigo deixar de ficar ansioso e feliz com tal premissa e tal possível rumo de esporte + desenvolvimento FODA dos personagens do núcleo principal.

Ademais, aprender as regras básicas de um esporte novo, e as estratégias dele, sempre me deixou muito entusiasmado em animes. Já aprendi muita coisa de basquete, vôlei, corrida, boxe, etc. com animes. Eu gosto de praticar esportes, então, é um extra muito interessante poder aprender com Re-Main.

Porém, desenvolvendo sobre “sucesso garantido?” de antes…

Até agora, confesso que a parte de “animação” de Re-Main não faz jus ao que o estúdio vinha entregando.

O uso de 3D nas cenas de movimento dentro da piscina (ou seja, durante o esporte). Mas, consigo entender, porque tem muita água, e água é foda pra caralho de animar por serem muitas partículas. Compreensível, vai. Então, não é aqui que meu hype se torna preocupação.

Eu começo a dar um passo para trás quando analiso o ritmo de Re-Main.

Até onde pude encontrar, Re-Main está listado com 12 episódios. Porém, ao longo dos 3 primeiros episódios, o que já representa 25% do anime, o pessoal mal entra na piscina.

Como comentei antes, é legal que o esporte seja uma “ferramenta” e não 100% o foco em algumas histórias. Cito novamente Run With the Wind, onde a corrida está ali, constantemente, mas o mais importante são os personagens.

Contudo, considero Re-Main um tanto quanto lento até então.

Não só na parte de história, na parte dos personagens em si também. Minato, o protagonista, recebe seu devido foco, porém os outros personagens são pouco explorados, comprometendo o meu grau de interesse em acompanhar esse time por inteiro.

Como não era eu quem faria essa RD3 aqui (acabei pegando ela para ajudar um dos autores), acabei assistindo mais do que apenas 3 episódios. Eu vi 5 até agora, e o ritmo continua me preocupando, pois estamos quase na metade do anime e NADA aconteceu.

A trama está andando lentamente até seu objetivo, o time continua muito menos interessante que o Minato individualmente, e a animação segue o mesmo padrão.

A esperança é a última que morre, mas ela já está no final da prancha. Daqui a pouco o tubarão pode pegar…

Minato de Re-Main se olhando no espelho
Eu me olhando no espelho depois dessa piada

Finalizando minhas primeiras impressões de Re-Main

Não me arrependo (e nem me arrependerei) de ter colocado Re-Main dentro das menções honrosas nas nossas escolhas trovejantes da temporada de 2021. Se você não assistiu ainda, certamente faz sentido você ver pelo menos uns 3 episódios, porque será um anime que, no mínimo, será interessante de acompanhar.

O tópico acima deste pareceu mais para baixo do que deveria, então quero deixar claro seguirei com certeza assistindo Re-Main. Ainda vejo muito potencial a ser explorado aqui, então vou até o final.

Acho que quem votou nota alta no MAL está comigo, e quem já votou negativo é porque já desistiu por conta do ritmo lento.

Mas, e você, já viu esse anime? Comenta aí pra mim suas primeiras impressões dele!

Escrito por

André Uggioni

Co-Fundador

Editor-chefe | Host do CúpulaCast

Criciúma - SC

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!
Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao navegar nele você está aceitando nossa política de privacidade.