Especiais

Cúpula Awards 2020 – Os melhores dentre os melhores de 2019!

54 minutos para leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket

Sejam bem vindos e bem vindas ao primeiríssimo Cúpula Awards!

A intenção deste mega-artigo será pura e simplesmente elencar os melhores dentre os melhores de 2019 em suas respectivas categorias (animes, mangás, openings, endings e muito mais!).

Os participantes dessa primeira edição foram somente os membros internos da Cúpula do Trovão, sendo assim, os resultados vieram de uma votação interna aqui da CDT.

A partir de 2020, pretendemos começar a trazer mais votações para os membros externos da Cúpula. Ou seja, para você que está lendo.

A Cúpula foi idealizada para ser um local onde todos os amantes de animes e mangás (e de obras assimiladas, como manhwas, manhuas, live actions e light novels) pudessem se reunir e trocar uma ideia sobre essas obras, mas de uma maneira respeitosa e séria, como elas merecem.

Sim, todos vocês são “membros externos”. Melhor dizendo, são pessoas que aparecem para conversar e discutir sobre animes de uma maneira civilizada e com maturidade, sem essa de xingar e sair correndo!

Acreditamos MUITO na comunidade que a Cúpula do Trovão vem formando. E você, leitor ou leitora, faz parte dela. Na verdade, vocês, leitores, são ela.

Os membros externos valem 10 bilhões % (como diria o Senku) a mais do que os “membros internos”. Por isso, muito obrigado por estar aqui, leitor(a)! Arigatou gozaimasu, minna-san~

E sem mais delongas, vamos ao início do Cúpula Awards 2020!

Quem quiser ver o site super irado mostrando um resumo do Awards, clique aqui!

E quem quiser baixar todas as fichas apresentadas na postagem, clique aqui!

OBS: AS OBRAS DAQUI FORAM REFERENTES AO ANO DE 2019, MESMO O ARTIGO SENDO PUBLICADO NO COMEÇO DO ANO DE 2020.

Como funcionou a votação do Cúpula Awards 2020?

Cada membro do editorial elencou 3 (três) títulos/opções para cada uma das 16 categorias abaixo.

Depois, todos os membros participantes votaram em algumas das 3 opções do coleguinha para ser a “melhor opção dentre as que o coleguinha escolheu para a respectiva categoria”.

Parece complicado, mas é simples. Nem vale a pena prolongar. Releia a explicação caso não entender ou deixa lá nos comentários que alguém com certeza fará esse favor à você.

1) Melhor Protagonista

“O protagonista pode ou não ser personagem principal de uma narrativa, como obras literárias, cinematográficas, teatrais ou musicais. Sobre ele a trama é desenvolvida. As principais ações são realizadas por ele ou sobre ele.”, cita a Wikipédia.

Com essa definição em mente e muito amor no coração é que os membros internos elencaram os seguintes personagens como os possíveis melhores protagonistas do ano de 2019 para este Cúpula Awards:

  • Saitama One-Punch Man
  • Emma The Promised Neverland
  • Legosi Beastars
  • Hiakkimaru Dororo
  • Kanata Kanata no Astra

Todos os listados possuem o potencial para serem “o(a) melhor protagonista de 2019”. Em outras palavras, talvez você não concorde com o elencado aqui, porque até mesmo entre os membros da Cúpula a votação foi bem acirrada.

Na verdade, foi tão acirrada que até mesmo votos foram mudados após muito choro.

A primeira ganhadora havia sido a Emma, mas ela acabou ficando para um segundo momento, pois o ganhador da vez foi um protagonista um pouco menos… impactante.

Menos impactante pois ele é uma “pessoa” insegura, frágil e introvertida. Além disso, ele não age de acordo como seus iguais, e por isso chega a ser taxado de covarde ou até mesmo de fracassado pelos alguns dos que o cercam.

Contudo, nosso ganhador foi um personagem que mostrou um desenvolvimento gigantesco ao longo de poucos 12 episódios que seu anime teve. Um desenvolvimento bem à lá Jornada do Herói.

A evolução constante do personagem através de uma rotina bem slice of life progredia de maneira pouco linear até ele encontrar o amor de sua vida…

A partir daí, Legosi, nosso ganhador, desabrocha e começa a melhorar em praticamente todos os seus pontos fracos para proteger esse novo amor, mesmo que parte de seus instintos o digam o contrário.

melhor protagonista com legosi e informações sobre ele no Cupula Awards 2020

Ganhador: Legosi

A analogia com a Jornada fica fácil pois temos o personagem em seu “status quo”, e do nada, ele recebe uma chamada para mudança; para um novo mundo!

Novo mundo este que se trata de uma vida amorosa, e ele enfrenta seus próprios conflitos, e ainda há quem diga que seu mestre é também seu rival.

Em suma, é fato que Beastars marca todos que o assistem, e Legosi, por ser o personagem principal e protagonista, faz jus ao título obtido nessa humilde premiação.

Caso deseje entender um pouco melhor porque a Cúpula gosta tanto desse personagem, vale dar uma curtida nesse episódio maneiríssimo do CúpulaCast, que apesar de ter somente 3 participantes, resume bem o sentimento de todos.

2) Melhor Antagonista

Primeiramente, precisamos estabelecer uma coisa: antagonistas e vilões não são sinônimos. Na verdade, existem grandes diferenças entre eles.

Um antagonista pode ser um vilão, mas um vilão nem sempre é um antagonista. Em suma, o vilão é aquele que na trama tem intenções maldosas, que visam prejudicar os demais (ou até mesmo a todos).

As ações dos vilões são calculadas e direcionadas para provocar consequências negativas beneficiando a si próprio.

Um bom exemplo:

Shou Tucker, de Fullmetal Alchemist

Shou Tucker, não é um clássico vilão megalomaníaco que quer destruir o mundo ou governa-lo, mas suas ações foram tão malignas, perversas e escusas, que o classificam fácil com um “vilão”, visto que tudo que ele fez foi por dinheiro e ”prestígio”.

Já o antagonistas muitas vezes são aqueles que fazem a trama se desenvolver melhor. Eles não necessariamente são maus, na verdade, ele é uma força que vai na contramão do protagonista, com motivações distintas e que toma decisões no intuito de atrapalhar/dificultar a jornada do ”herói”.

Um outro exemplo:

L, Death Note

O L é um claro exemplo de que um antagonista não necessariamente é um vilão. L foi o único capaz de colocar-se a frente do protagonista Yagami Light, frustrando seus planos e praticamente o derrotando.

Antagonistas são tão importante quanto protagonistas. Afinal, nada pior que ter um protagonista bem desenvolvido, carismático, poderoso e não ter ninguém que possa bater de frente com ele. Ou pior ainda, o autor colocar um vilão genérico que faz maldades e é mal apenas por que sim.

Dito isso vamos agora falar do melhor antagonista do ano, na opinião da Cúpula do Trovão.

Um antagonista de respeito

Um bom antagonista acima de tudo tem que ter carisma, ou como muitos dizem, ser aquele que amamos odiar.

Então, é fato que todos que estão aqui nos cativaram de alguma forma. Abaixo a lista dos indicados deste Cúpula Awards:

  • Mama Isabella – The Promised Neverland
  • Garou – One Punch Man
  • Askelad – Vinland Saga
  • Overhaul – Boku no Hero
  • Muzan – Demon Slayer
  • Reiner BraunShingeki no Kyojin

Não é surpresa para ninguém (ao menos para aqueles que assistiram) que Askeladd com certeza merece o título de melhor antagonista.

Melhor antagonista Askeladd de Vinland Saga ganhando no Cupula Awards 2020

Ganhador: Askeladd

Apesar do mesmo não se opor diretamente ao desejo do personagem principal, Thorffin, pois ele, na verdade, foi o responsável por todo o sofrimento e trauma do mesmo, ”impedindo” o filho de Thors durante 11 anos de ter a vida como desejava.

Askeladd acima de tudo foi o responsável por fazer a história andar, o seu desenvolvimento e seus arcos mostram para nós espectadores, que até mesmo um viking que parecia ser uma pessoa sem escrúpulos, tem sentimentos e convicções.

O autor de Vinland Saga não caiu na tentação de transformar Askelad em um vilão clássico. Pelo contrário, ele conseguiu construir um personagem de tal forma que foi capaz de dividir opiniões entre o certo e o errado.

Não que seus atos sejam justificáveis, mas todas as suas ações tinham um propósito maior.

Askeladd com toda a certeza já entrou para o hall dos melhor antagonistas dos animes. E facilmente seu personagem vai ficar gravado na memória dos que assistiram por muito tempo.

3) Melhor Personagem Masculino

Escolher o melhor personagem masculino seria bem difícil caso o ganhador não estivesse na disputa.

Na verdade, mesmo ele estando, a briga até que foi disputada, porém ficou bem complicado quando o assunto foi brevemente debatido pelos membros internos, e ele se sobressaiu.

Na disputa, tivemos alguns nomes muito interessantes:

  • Askeladd Vinland Saga
  • Reigen Mob Psycho 100
  • Mob Mob Psycho 100
  • Kamado TanjiroDemon Slayer: Kimetsu no Yaiba
  • Ray The Promised Neverland

Fica claro que qualquer um dos listados acima poderia facilmente ter levado o prêmio, e, como o possível “melhor” deles já venceu a categoria anterior, foi optado por dar chance aos outros (perdão, Askeladd!).

O ganhador da categoria de melhor personagem masculino deste Cúpula Awards foi um personagem que se destacou principalmente por sua total quebra e reconstrução na temporada do ano que se passou.

Ao longo dos episódios, o personagem foi completamente desconstruído, sendo forçado a retomar suas origens, entrar em conflitos internos e confrontar seus medos até praticamente desistir de tudo e de todos. Até sua mãe, que nunca o apoiou, chegou a desmotivá-lo ainda mais, e o pior: via e-mail.

Tudo e todos estavam contra ele quando ele literalmente era o centro das atenções, sendo interrogado até parecer auto-mutilação. Foi torturante e muito constrangedor, o que mostra que a empatia para com esse personagem não é pouca aqui entre a gente.

Após o acontecido, triste e desolado, ele é salvo por seu fiel discípulo, que desde o começo já sabia que nosso ganhador, apesar dos apesares, no fundo é um cara bacana.

Estamos falando aqui de Reigen, de Mob Psycho 100, cuja continuação (segunda temporada) foi digna na incrível primeira temporada do anime, vale dizer.

Melhor Personagem Masc Reigen de Mob Psycho melhores de 2019

Ganhador: Reigen

4) Melhor Personagem Feminino

Personagens femininos estão ganhando cada vez mais espaço no protagonismo dos animes.

Até mesmo em animes shounen não é difícil encontrar bons exemplos de personagens femininos que roubam a cena: Genkai (Yu Yu Hakusho), Tsunade (Naruto), Tatsumaki (One Punch Man), Big Mom (One Piece), entre diversas outras.

Mas, o que levar em consideração na hora de considerar um personagem feminino bom ou ruim? Abaixo, o que levamos…

I) Relevância

Um personagem para ser considerado digno ele tem que ser relevante para a narrativa.

Para descobrir isso é fácil, pegue o personagem e o tire da história. Vai fazer diferença para a trama principal? Não?! Então não tem relevância.

Quer um exemplo de personagem interessante mas pouco relevante?Sakura, de Naruto. Ela ficou apenas na promessa de ser algo que nunca foi e até hoje (ou não) aguardamos para um dia que isso possa mudar.

II) Desenvolvimento e arco que esse personagem vai ter

Se o personagem começa com uma personalidade ”x”, convicções ”y” e sonhos ”z”, é importante que durante sua jornada o personagem seja moldado e que suas crenças sejam colocadas em ”xeque”, fazendo com que ele amadureça, aprenda e se torne alguém melhor do que no seu início.

III) Carisma

Por que de nada adiantaria o personagem ter relevância e desenvolvimento se ele for um personagem inesquecível.

O mais importante é ele ser imortal. Imortal no sentido de que lembraremos dele para o resto de nossas vidas (ou boa parte dela).

Dito isso, acreditamos que todas as personagens que foram indicadas para essa categoria tem essas caracteristicas:

  • Mikasa – Shingeki no Kyojin
  • Emma – The Promised Neverland
  • Nezuko – Demon Slayer
  • Haru – Beastars
  • Kaguya – Kaguya Sama Love is War
  • Isabella – The Promised Neverland

A vencedora dessa categoria é determinada, enérgia, esforçada e carinhosa. Ficou fácil adivinhar?

Melhor Personagem Fem do Cupula Awards 2020

Ganhadora: Emma

A Emma é uma personagem fantástica. Ela possui uma habilidade única e poderosa, que nem mesmo o Norman e nem o Ray a possuem.

Essa habilidade se chama empatia!

O que é mais fácil, ser uma pessoa isolada e que quer sobreviver acima de tudo e todos?

Ou ser alguém aberto e espontâneo que coloca a segurança do próximo acima da sua própria?

É fácil associar pessoas isoladas em frias com alguém forte e implacável. Mas normalmente essas pessoas são as mais frágeis, e tem essa atitudes no intuito de proteger a si mesmo de possíveis decepções.

Emma quebra esse estereótipo e mostra que um personagem forte não é perfeito e pode cometer falhas. Seu diferencial é aprender com seus erros e se fortalecer a todo momento.

Mas não confunda sua empatia com ingenuidade. Pois de ingênua a Emma não tem nada. No plot twist da Mama Isabella, além dela se recuperar do choque em pouco tempo ela aprendeu com aquilo, e usou sua ”tristeza” ao seu favor para enganar a antagonista.

5) Melhor Opening

É fato que bons animes tem boas aberturas. Aqui no brasil mesmo, qualquer lugar que tocar ”Pegasus Fantasy” (nesse caso até a onomatopeia da armadura de Seiya encaixando nele) ou ”Cha-la Head Cha-la99% das pessoas vão cantar em coro, porque foi algo marcante em suas vidas!

Uma abertura boa é quase tão importante quanto um anime bom. E fã que é fã de anime tem uma porrada de openings salvas em seu celular.

Agora, sobre aberturas. Elas precisam ter (para nós):

Subjetividade

A melhor abertura é sempre palco de muitas polêmicas. Pois essa categoria é inflûnciada por todo seu acervo mental, seus gostos pessoais e principalmente a relevância que o anime teve.

Essa talvez seja uma das poucas categorias em que o fator emocional tem uma relevância muito maior que os fatores técnicos que permeiam toda a obra.

Os indicados para essa categoria foram:

  • Vinland Saga: Mukanjyo – Survive Said the Prophet
  • The Promised Neverland: Touch Off – UVERworld
  • Dororo: Ziyoou-vachi – Kaen
  • Beastar:  Wild Side – Ali
  • Mob Psycho: 99.9 – Mob Choir feat. Sajou no Hana
  • Demon Slayer: Gurenge – Lisa
  • Dr. Stone: Good Morning World! – Burnout Syndromes

Todas tem potencial para ganhar, mas talvez tenha sido um pequeno detalhe que fez toda a diferença para o ganhador levar o prêmio.

Você, leitor, lembra qual foi a última vez que uma abertura de anime teve um easter egg em sua abertura? Um detalhe tão sutil mas tão poderoso que quando você descobre você fica ”MANO!”.

O mais engraçado é que esse tal easter egg é ligado diretamente com o final do anime, e por mais que você não tenha assistido, você vai precisar pensar para saber o que significa:

“FIRE!”

Somando esse detalhe à sua composição, a música Touch Off tem tudo para ser a melhor abertura do ano. Combina perfeitamente com o anime, é contagiante, memorável, espirituosa, dinâmica, bem animada…

Enfim, perfeita!

Melhor openning de Promised Neverland por UVERworld

Ganhador: Touch Off – UVERworld

E se você é um daqueles que pulam a abertura do anime, só tenho a lamentar.

Porque uma abertura bem feita se torna marcante e ao ouvir ela, pois todas as sensações que você teve ao assistir aquele anime na época afloram e você é tomado por uma sensação de nostalgia.

Não tem nada melhor que isso!

6) Melhor Ending

As endings nos animes são mundialmente conhecidas por terem um teor bem mais dramático, calmo e, muitas vezes, mais triste do que as openings.

Porém, isso não quer dizer que elas não mereçam atenção, tendo em vista que tivemos muitas endings realmente marcantes e viciantes no ano de 2019. Foram elas:

  • Dororo – amazarashi, “Sayonaragokko”
  • Demon Slayer – FictionJunction feat. LiSA, “from the edge
  • Fire Force – Keina Suda, “veil
  • Mob Psycho 100 II – Memosepia, “sajou no hana”
  • The Promised Neverland – Cö shu Nie, “Zettai Zetsumei”

Novamente, tivemos uma votação complicada. Tão complicada, que na verdade tivemos um empate. E bastava mais uma pessoa participando para termos uma terceira canção elencada como “melhor ending de 2019” aqui nesse Cúpula Awards.

Ambas as músicas ganhadoras combinaram muito bem com o anime, e funcionaram muito bem como “calmantes”, tendo em vista que suas aberturas são bem empolgadas e puxam para um tema de aventura.

Sem muitas delongas (porque a intenção aqui é que vocês ouçam e relembrem essas maravilhas), os ganhadores foram os dois primeiros listados acima, amazarashi com a música“Sayonaragokko” e FictionJunction feat. LiSA, com “from the edge“.

Ganhadores: Dororo e Demon Slayer

Melhor ending do Cupula Awards 2020

Dá o play e segue lendo o artigo!

7) Melhor Animação

Antes de seguir, tenha em mente que aqui na Cúpula do Trovão ninguém é profissional da área de animação, do cinema ou é um diretor de animes.

Também não somos grandes críticos de cinema, nem nada do tipo. Somos gente como você que está lendo, que provavelmente é simplesmente um amante de animes e mangás (em termos não pejorativos).

Sendo assim, os critérios utilizados para elencar o vencedor dessa categoria foram coisas como: fluidez da animação, bom uso do CGI, mudanças de câmera sem zoar o traço e, claro, a qualidade do traço em si.

Obras que chamaram atenção nesse quesito foram, principalmente, 4:

  • SAO Alicization
  • Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba
  • Vinland Saga
  • Mob Psycho 100 II

É dito por aí que a fluidez encontrada em Mob Psycho sem comparações a melhor do mercado, porém, é inegável que seu traço não é para todos.

Na Cúpula, tivemos aqueles que votaram em Mob, porém, por efeito “trem do hype” ou não, o ganhador não foi o anime do paranormal introvertido.

O ganhador aqui foi um anime que de certa forma revolucionou o mercado em alguns aspectos, e, no que tange a animação, foi o que MAIS impactou no anime.

Não menosprezando seus outros pontos fortes, mas a animação foi sem dúvidas o que convidou mais espectadores a continuarem assistindo um episódio atrás do outro.

A consistência é incrível, a transição do 2D para o 3D é tão suave que é quase imperceptível e as cenas de ação (que não são poucas) são TODAS impecáveis. Fora que os animadores conseguiram entregar um traço superior ao do material original, o que por si só já é um feito bem difícil de se realizar.

Obviamente, estamos falando de Demon Slayer: Kimtesu no Yaiba.

melhor animação de 2019 Demon Slayer anime

Ganhador: Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba

Deixamos apenas uma das cenas incríveis do anime acima para comprovar nosso ponto, mas teria muito mais delas para escolher. Muitas!

E vai lendo que a obra da Koyoharu Gotōge ganhou outra categoria aqui no Cúpula Awards 2020

8) Melhor Enredo

“O enredo, dentro de um texto narrativo, é o conteúdo do qual esse texto se constrói. O enredo, também chamado de trama, tem sempre um núcleo, que chamamos de conflito.

É esse conflito que determina o nível de tensão (expectativa) aplicado na narrativa. É no enredo que se desenrolam os acontecimentos que formam o texto (tecido). Além disso o enredo está diretamente ligado às personagens, já que é a respeito delas a história que se conta.”

Essa belíssima definição de enredo é o que há. Palmas para o site InfoEscola.

Agora, indo direto ao ponto, as obras presentes na votação para essa categoria foram:

  • The Promised Neverland
  • Dororo
  • Vinland Saga
  • Kanata no Astra

Todas as obras possuíram suas peculiaridades e podem sim ser as melhores para muita gente que está lendo aí. Porém, para Cúpula, não foi bem assim.

O vencedor dessa categoria ganhou praticamente por unanimidade, graças a sua altíssima capacidade de prender o espectador em meio a um suspense sufocante.

Uma história em que você se vê constantemente angustiado, tentando pensar em estratégias para escapar daquela situação ou buscando a resposta para os diversos mistérios daquele universo.

Ainda, criou um núcleo de personagens carismáticos com os quais você se apega, e, com o passar dos episódios, você percebe que qualquer um deles pode partir dessa para melhor num piscar de olhos.

O anime também mostrou soluções engenhosas aos conflitos que ele mesmo criou, e, somando isso com a qualidade técnica da direção e a escolha de deixar um clifhanger ao final de cada episódio, foi o que fez ele obter o prêmio dessa categoria.

Estamos falando aqui de…

Melhor enredo de 2019 para o Cupula Awards 2020

Ganhador: The Promised Neverland

Apesar de Dororo apresentar uma premissa bem diferenciada, o anime, no fim, foi bem sem sal, sem dar aquela vontade de “maratonar”.

Shingeki no Kyojin, por sua vez, poderia competir pau a pau com o ganhador dessa categoria, porém, como nesse ano que passou só tivemos um “pedaço” de Shingeki, seria bem injusto colocá-lo na competição, pois seu enredo vem sendo construído e desenvolvido desde a primeira temporada, em 2013.

No fim, apesar dos apesares (que não são muitos) The Promised Neverland fez por merecer esse título por todos os fatores antes citados.

Caso queira conhecer um pouco mais sobre essa obra, temos um episódio do CúpulaCast sobre o anime, e também uma análise completíssima. Até um artigo que faz analogia da obra com o veganismo nós temos. Só clicar nos links para acessar!

9) Melhor Character Design

Uma coisa precisa ficar clara nessa categoria. Por enquanto, nenhum membro da Cúpula do Trovão é desenhista profissional ou um pessoal estudada nessa arte. Mas, todos procuram saber/entender o máximo daquilo que norteia uma obra de anime.

Talvez, essa seja a categoria mais técnica de todas as outras, mas resolvemos nos enveredar por ela, por que acreditamos que temos capacidade de dissertar sobre, porém na sua camada mais superficial.

O Character Design ou design de personagem se trata do projeto da composição de um personagem, ou seja, não basta pegar e fazer um desenho genérico/aleatório qualquer. Cada elemento forma tem que formar um todo.

Abrindo um parênteses, o Arataka Reigen, desconstrói o ”suposto design” de personagem no último episódio de Mob Psycho 100. Vale a pena dar uma conferida, ou uma revisitada no episódio.

Falando de forma micro, um personagem, juntamente de suas roupas, acessórios/adereços e suas feições, devem ter como objetivo ilustrar (de forma sutil) sua personalidade.

Outro ponto que podemos levar em consideração é a diferenciação de um personagem para o outro, sem isso ficar parecendo um carnaval (cabelos de todas as cores).

De forma macro, um Character Design é responsavel pela identidade do anime. Isso é, ter elementos no design que são únicos, aquilo que você bate o olho e em apenas 0,002 segundos seu cérebro sabe qual é a obra.

Esclarecido esses pontos, vamos para os indicados.

  • Jojo Bizarre Adventure – Golden Wind
  • Vinland Saga
  • Sword Art Online – Alicization
  • Tate no Yuusha
  • Beastars
  • Demon Slayer
  • Mob Psycho 100 II

Acredito que para quem viu qualquer um desses animes, veio fácil na memória o design de personagem das obras. E é exatamente isso que é o importante. A marca que o anime deixou. Porém…

character design

Ganhador: Demon Slayer

Demon Slayer conseguiu trazer conceitos diferentes ao mesmo tempo que trouxe um frescor novo para os ”design dos animes.

Como são belos os uniformes de Demon Slayer. Aquele xadrez que alguns usam é simplesmente ”magnifique”. Além de serem lindos, eles conversaram muito bem com a personalidade do personagem.

Os brincos e a cicatriz do Tanjiro. O Kimono da Nezuko, e cada detalhe da sua composição. O vilão Rusbé Muzan Kibutsuji com seu chapéu. Fora diversos outros elementos que tornam Demon Slayer único e facilmente reconhecível a quilômetros de distância.

10) Melhor Anime Continuado

Existe algo melhor do que estrear aquela continuação tão aguardada e no final de tudo, ela conseguir superar todas as expectativas?

Tem continuações que demoram mais para lançar, podendo levar até mesmo anos, outras menos, havendo casos da mesma ser lançada no mesmo ano.

Uma boa continuação é aquele que é bem estrutura, que amarra o ponto das tramas e que ao mesmo tempo consegue inserir novos elementos sem ficar confusa.

Uma má continuação ocorre quando a mesma não foi pensada, fazendo com o que o autor estabeleça novas regras, force algumas relações, até mesmo invente coisas, que antes não existiam, para justificar uma tomada de decisão.

Claro que uma continuação por si só não ”fala sozinha”. É quase impossível pegar uma temporada de continuação e querer avaliar ela desassociando a mesma de toda a trama que foi estabelecida anteriormente.

Outro ponto importante que vale ser ressaltado, é que a qualidade da animação não inflûencia diretamente para a continuação ser boa ou ruim. O que estamos avaliando aqui são seus atributos narrativos.

Dito isso, vamos aos indicados:

  • Mob Psycho 100 II
  • Boku no Hero
  • One Punch ManSegunda temporada
  • Shingeki no Kyojin – Terceira temporada

Ganhador: Shingeki no Kyojin – Terceira temporada

Foram praticamente dois anos de espera para descobrimos o destino da humanidade. Porém, ao final da temporada, percebemos que na verdade, a batalha final era apenas o começo, ou melhor dizendo era a ponta do Iceberg.

Shingeki no Kyojin é um anime único e sua história é completamente acultural. E isso é bom, pois a cultura do japão muitas vezes causa estranhamento para nós ocidentais.

Sua história bem desenvolvida casada com a perfeita direção do anime, é capaz de nos deixar incrédulos e perplexos pelo menos um episódio por temporada.

E isso não foi diferente na terceira temporada, o clímax foi simplesmente fantástico. O anime conseguiu nos colocar na pele dos membros da tropa de exploração.

Ouso dizer que o discurso do Capitão Erwin Smith foi tão icônico e poderoso quanto o discurso do William Wallace de Coração Valente.

Vai ficar gravado na história dos animes.

Se você ainda não assistiu Shingeki no Kyojin, ou pior ainda, não assistiu a terceira temporada do mesmo. PELO AMOR DE ATHENA, não veja a cena abaixo, isso pode estragar completamente o clímax da temporada.

Shingeki no Kyojin com total certeza já é um dos melhores animes de todos os tempos. Torcemos para que a conclusão, agora em 2020, seja a altura de toda a série até o ano de 2019.

11) Melhor Luta

A melhor cena de luta precisa falar por si só. Ela precisa entregar um conjunto de coisas, além de um climáx bem elaborado de um anime de ação. Pelo menos, é o que nós aqui da CDT pensamos.

Com isso em mente, sentamos e pensamos muito, pois os concorrentes aqui foram carga pesadíssima. Em destaque, tivemos 3 cenas incrivelmente marcantes em 2019. Até iriamos listar, mas esse tipo de coisa você precisa sentir para julgar.

Seguem:

TANJIRO VS RUI

LEVI VS TITÃ BESTIAL

MOB VS MOGAMI

Como já dito, essas cenas precisam falar por si só. A soma de tudo tem que culminar para entregar um climáx arrepiante e marcante, e todas essas 3 cenas de luta entregaram isso, porém em intensidades diferentes.

Em Shingeki, tivemos sim um climáx bem dramático, com a morte de muita gente e com o Levi mostrando porque ele é o personagem mais badass do anime.

Contudo, mesmo com uma animação de deixar o queixo cair, não foi uma luta. Foi um massacre. E um rápido. É possível dizer que foi um “momento épico“, e não uma “luta épica“.

Em Mob, a sensação foi mais de “luta” do que de “momento”, e a animação se manteve no patamar do anime.

Ou seja, impecável e fluida. Porém, talvez tenha sido um pouco pela falta de empatia do vilão, ou pelo protagonista ser muito overpower, mas não rolou o sentimento de ansiedade constante ao assistir o combate. Pelo menos, não para os que votaram no ganhador.

Sendo assim, mais uma vez, Demon Slayer acabou ficando merecidamente com prêmio. Essa cena juntou todos os aspectos mais relevantes do anime:

  • Animação impecável, com o uso excepcional do 2D transacionando para 3D
  • Uma luta dramática e estendida, com níveis de poder “equiparáveis”
  • Efeitos sonoros bem encaixados, e uma música inteiramente feita para o momento (que até ganhou single)
  • Um jogo de câmeras fora dos padrões, com muitos ângulos diferentes, aumentando a intensidade dos movimentos e do teor de ação da luta
  • E, claro, um vilão marcante à seu modo

Com tudo isso na mesa, ficou bem difícil não votar nessa cena de Demon Slayer.

melhor cena de luta Demon Slayer 2019 episodio 19

Ganhador: Demon Slayer

12) Melhor Ongoing Mangá

Essa categoria é certamente um pouco delicada pois envolve muita subjetividade, e esta está inteiramente conectada com o seu teor de nostalgia e o quão bem essas obras vem envelhecendo na sua memória.

Afinal, não é fácil acompanhar histórias longas semanalmente, como muitos de nós tivemos de fazer com Naruto, Bleach e One Piece.

Os dois primeiros já acabaram, mas o terceiro segue firme e forte. Forte demais, talvez. Temos outra porrada de mangás que merecem destaque nessa categoria do Cúpula Awards 2020, tais como:

  • Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba
  • Shingeki no Kyojin
  • The Promised Neverland
  • Boku no Hero Academia
  • Entre outros…

Essa categoria é extensa, porém, para os membros internos, a diferença de qualidade entre o primeiro colocado dessa categoria entre esses listados acima também é extensa.

O motivo é simples: One Piece, o ganhador, é de longe o mangá que mais revolucionou o mercado de mangás (e de animes, mas chegaremos lá).

Muito já se foi falado sobre One Piece na internet, então não se tem muito o que enrolar por aqui.

Tudo o que fazemos questão de deixar claro é que o motivo para One Piece ter ganho essa categoria é pura e simplesmente por tudo que esse mangá já alcançou nesses últimos mais de 20 anos.

É o mais vendido mundialmente, disparado. Foi o top de vendas anuais por mais de 10 anos consecutivos. Tem um worldbuilding magnífico e um desenvolvimento incrível da sua lore.

Além disso, seu traço é único e seus personagens não ficam para trás em nada quanto falamos de design ou de desenvolvimento também.

Enfim, números não mentem. Eiichiro Oda e sua equipe são gênios, e ponto final. One Piece merece todos os holofotes e mais um pouco.

Ganhador: One Piece

melhor ongoing mangá

Menção Honrosa

Muitos dizem que há somente outro autor tão capaz quanto Eiichiro Oda, mas o mesmo não possui a mesma consistência que o desenhista de One Piece.

2019 foi um ano incrível, pois muitas obras boas chegaram para os consumidores. O mercado de manhwa finalmente vem ganhando ares no Brasil. Em suma, o universo dos animes e mangás só cresceu – e isso é bom para todos nós consumidores.

Um dos maiores marcos de 2019 foi a conclusão do arco da fantasia em Berserk.

Berserk Manga (1)

O mangá Berserk teve início em 1989 e é lançado até hoje. No entanto, para aqueles que não o conhecem, talvez achem que esse mangá tenha mais capítulos que One Piece, por ser 10 anos mais velho.

Infelizmente (ou felizmente), não. Berserk tem apenas 359 capítulos.

Kentaro Miura, é famoso por seus “hiatos”. Nos últimos 10 anos, o ano em que ele lançou mais capítulos foi em 2010, sendo 9 capítulos ao todo. Depois disso, foi só ladeira abaixo chegando ao ponto em de ser lançado apenas um único capítulo no ano.

Mas quem é fã de verdade de Berserk e conhece Kentaro Miura, sabe que o mesmo não entra em seus hiatos por estar curtindo uma praia, upando no Ragnarok ou caçando Pokémon pelo celular.

Pelo contrário, Miura possivelmente estuda mais que qualquer outro autor do âmbito. Além disso, viaja o mundo inteiro a procura de mitologias e histórias. Lê obras de diversos países, e também pesquisa sobre as mais diferentes religiões.

Tudo isso para entregar uma obra digna de ser uma das melhores obras feita pelas mão de um homem. Diferente de One Piece, Berserk possui uma história densa, detalhista, complexa e repleta de simbolismo e referências.

Sendo assim, seria injustiça se Berserk não figurasse entre os melhores mangás ongoing do Cúpula Awards 2020.

13) Melhor Ongoing Anime

O melhor anime ongoing não deve ser surpresa para muitas pessoas. Na verdade, esse anime entraria fácil em qualquer ranking de melhores animes da história.

Com uma legião de fãs ao redor do mundo, 460 milhões de cópias vendidas (mangá) e com mais de 900 episódios lançados até o ano de 2019.

É claro que o anime que merece uma cadeira cativa aqui no Cúpula Awards 2020 é One Piece.

melhor ongoing anime da Cupula do Trovao Awards

Ganhador: One Piece

Criado em 1999 pelo mestre dos mestres Eiichiro Oda, One Piece é facilmente uma das obras mais relevantes de toda a história dos animes.

Se você não gosta, caro leitor, de duas uma: ou você não assistiu e julga sem base, ou você dropou antes do anime poder provar o seu valor.

Eiichiro Oda tem uma incrível capacidade de construção de mundo, nível Made in Abyss. Talvez melhor.

Nunca vi em qualquer tipo de mídia que seja algo similar a isso.

O autor faz parecer que todos os passos de todo o anime foi pensado desde os episódios iniciais. Não é fácil ligar o episódio 88, com o 430, ou o 32 com o 728 (exemplos inventados).

Sendo assim, ou ele é um dos maiores gênios da história humanidade, ou ele é o maior improvisador da GALÁXIA.

E você que não assistiu, não vá achando que a história vai se perdendo com o desenrolar. As coisas que são “inventadas” para dar ”sustância” a narrativa podem parecer encheção de linguiça, mas não. Pelo contrário, é uma soma ao todo.

Tudo é muito bem feito e desenvolvido, parece que cada passo é extremamente calculado para que as coisas se juntem mais a frente.

E isso não é fácil de ser realizado mantendo o lançamento de 1 capítulo/episódio toda semana (praticamente) a anos.

14) Melhor Ongoing Manhwa

Essa categoria talvez seja a mais difícil de votar, pois, apesar de já existir a muito tempo no mercado, foi apenas a pouco que os manhwas se popularizaram no Brasil.

Caso você não saiba o que é um manhwa, o André Uggioni fez um artigo completo sobre o assunto. Clique aqui para mais informações.

Nosso knowhow a respeito de manhwas ainda é restrito, então pode ter acontecido de termos deixado um ou outro passar (nos perdoem por isso).

Os indicados para essa categoria foram:

  • The Gamer
  • Solo Leveling
  • Leviathan
  • Tower of God

E como não poderia ser diferente, o ganhador da categoria foi um dos principais responsáveis pela popularização dos manhwas no Brasil, Solo Leveling.

melhor ongoing Manhwa

Ganhador: Solo Leveling

Seria uma injustiça se Solo Leveling não ganhasse.

Com uma legião de fãs no Brasil e no mundo, Solo Leveling é quase unanimidade quando se trata de “um bom manhwa”.

Apesar desse manhwa fazer parte de um gênero batido, sua qualidade gráfica e narrativa faz dessa obra uma das melhores do ano, e, para nós, a melhor do ano.

Solo Leveling tem uma arte de qualidade, extremamente bem trabalhada, casando perfeitamente com o estilo de leitura peculiar dos manhwas.

Se você não sabe que estilo é esse, da uma conferida na nossa postagem sobre Solo Leveling.

Jin-Woo, o protagonista, tem um desenvolvimento muito bom e convincente, sendo que os personagens secundários não ficam para trás. O universo de Solo Leveling é rico, fazendo com o que o leitor queira saber mais sobre a cada capitulo.

É por essas e outras que Solo Leveling merece o prêmio de “melhor manhwa em andamento de 2019” nesse primeiro Cúpula Awards.

Menção Honrosa

Capa-leviathan-manhwa

Leviathan vale uma menção honrosa nessa categoria, mesmo não sendo tão popular quanto Solo Leveling.

Entretanto, Leviathan consegue bater de frente tanto em qualidade de arte quanto em narrativa. Dependendo de seu gosto pessoal, Leviathan pode até vir a ser melhor que nosso ganhador.

Afinal, sua história é criativa e ainda pouco explorada no universo de animes e mangas. Outros competidores da categoria foram Tower of God e Feng Shen Ji, mas acreditamos que Leviathan, no que se propõe e em seu potencial, mereça a menção honrosa.

Então agora, aproveitando, se você ainda não conhece nada sobre essa obra, nosso editor Pedro Bernardes fez um artigo de recomendação sobre Leviathan, basta clicar nesse link a seguir para dar uma conferida.

15) Melhor Trilha Sonora

Essa é uma categoria que nem sempre recebe o crédito que merece, mas a verdade é que, mesmo sem perceber, nós somos muito influenciados pelas músicas enquanto assistimos um anime.

Afinal, estamos falando das músicas que ajudam a construir o clima das cenas e alinhar o espectador com as expectativas. Sobretudo, a trilha sonora cria profundidade numa animação.

O que seriam das famigeradas cena tristes de Naruto sem o famoso ~tururu no fundo. Ou também, das cenas de batalha sem aquela música para criar a tensão antes do golpe fatal.

Semelhantemente, nada mais maneiro que aquela música tema do personagem tocando ao fundo enquanto o personagem aparece de forma épica.

Os indicados para essa categoria foram:

  • Carole & Tuesday
  • Dororo
  • Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba
  • Tate no Yuusha no Nariagari
  • The Promised Neverland

O ganhador desse ano consegue te deixar tenso naqueles momentos que parece que tudo está perdido, melancólico quando os planos vão por água abaixo e os personagens então perdidos, e alegre quando tudo está indo bem.

Nosso vencedor é muito bom em imergir o espectador em seu cruel mundo. Enfim, fica claro que estamos falando dele:

melhor ost (1)

Ganhador: The Promised Neverland

Não tenho nem muito mais o que falar sobre a ótima trilha sonora deste ótimo anime. As músicas tem uma mistura lúdica entre instrumental clássico, canto lírico e uma modernidade eletrônica.

Elas representam muito bem esta distopia em que The Promised Neverland se passa (se você não for um demônio) e, junto com a direção de cenas, cria momentos memoráveis e um pouco perturbadores, como se sempre tivesse alguém ouvindo as conversas.

Merecidíssmo. Para celebrar, ficamos com a música 63194, o tema da Emma!

16) Anime do Ano!

Chegamos à tão esperada categoria! A categoria mais polêmica de todas, uma vez que tivemos diversos concorrentes fortíssimos esse ano.

Entretanto, como os participantes da votação possuem um gosto até que “similar” para boa parte das obras, não tivemos uma variação tão grande nessa categoria.

Os títulos que apareceram na pool para a votação neste Cúpula Awards foram:

  • The Promised Neverland
  • Dr. Stone
  • Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba
  • Vinland Saga
  • Beastars

Todos os títulos acima marcaram boa parte de seus espectadores. Uns mais do que outros, mas todos marcaram.

Todavia, após um breve debate sobre “quem seria o vencedor aqui”, o ganhador dessa categoria foi eleito com base em alguns detalhes muito importantes para a indústria como um todo, pois o tal ganhador realizou alguns feitos.

Dentre eles:

  • Entregou uma história e roteiro que apesar de simples, é consistente. Não é inovador, mas trabalhou bem dentro do que se propôs e não rompeu com as regras que ele mesmo criou;
  • Entregou uma produção de altíssima qualidade, tanto no quesito técnico no que tange à animação e a trilha sonora, quanto no que tange a direção e a escolha de angulações de câmera e mudanças do material original (créditos para o diretor aqui);
  • O seu anime ficou tão popular, mas tão popular, que alavancou as vendas de seu material original (mangá) de uma forma que há anos não se via na indústria dos animes. Nem mesmo Shingeki no Kyojin em seu lançamento atingiu tal feito;
  • Além disso, a popularidade do anime não só alavancou as vendas de maneira incrível, mas também mostrou para investidores que o streaming está cada vez mais forte, afinal, o anime virou febre mundial. Oficialmente, um megahit.
  • Por fim, mas de longe não menos importante, a qualidade final da produção foi tanta que gerou um “trenzão do hype” que resultou em muitos efeitos indiretos e diretos à fatores relacionados à obra. No Japão, os mangás estavam sendo esgotados antes mesmo de chegarem as prateleiras. Ainda, no Japão, mangás estavam sendo roubados. E, para concluir, destronou o famigerado One Piece em vendas anuais. Nunca nenhuma obra fez isso antes.

Bom, acreditamos que com tudo isso, já ficou muito claro de qual anime estamos falando aqui, né?

É claro que é de:

anime do ano

Ganhador: Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba

É incontestável o movimento que esse anime gerou na comunidade otaku num geral, seja amando-o ou odiando-o. Muitos não sentem ambos o sentimento, só acham “mais do mesmo”.

Mas uma coisa é fato: esse anime foi de LONGE o que mais balançou o mercado no ano de 2019, e, por isso, merece estar no topo do pódio aqui desse Cúpula Awards (por melhor que Vinland Saga seja).

Finalizando…

O Cúpula Awards 2020 nasceu com o intuito de deixar registrado no portal as obras que mais chamaram a atenção da comunidade em seus anos de lançamento.

cupulacast-podcast

Claro, a intenção também foi enaltecer todas as produções que se fizeram merecedoras (aos olhos de leigos) de estarem elencadas aqui como “melhores de alguma coisa”.

Lembre-se que ninguém aqui é crítico profissional, nem animador profissional. Além disso, não somos diretores e nem compositores. E muito menos investidores ou coordenadores de um estúdio de animação japonês.

Sobretudo, tudo que foi feito aqui foi com base em nossas próprias opiniões, e com nossas devidas capacidades técnicas para avaliar os títulos/opções listados em cada categoria.

Entretanto, a partir deste ano (2020), como já dito na introdução, teremos 1 Cúpula Awards por ano, e, a partir da segunda edição, teremos certeza de conseguir garantir que você, leitor ou leitora, consiga participar também!

Você não perde por esperar!

Quem quiser ver o site super irado mostrando um resumo do Awards, clique aqui!

E quem quiser baixar todas as fichas apresentadas na postagem, clique aqui!

Mas enfim, como chamada final, convidamos você a deixar aí nos comentários os seus ganhadores para cada uma das categorias!

Ou então, se for muito trabalho, pelo menos deixa o anime do ano, melhor protagonista e melhor antagonista!

Escrito por

Andre Uggioni

Fundador

Vendedor | Prolixo

Criciúma - SC

Gostou do artigo?

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto e convide o autor da postagem para conversar!

Se inscreva e receba
novidades exclusivas
da cúpula do trovão!

Ir para o topo